terça-feira, 21 de abril de 2020

Governo do Amazonas compra respiradores "inadequados" e 316% mais caros

O governo do Amazonas pagou R$ 2,9 milhões a uma ‘loja de vinhos’ por 28 ventiladores pulmonares para tratar de infectados pelo novo coronavírus. O valor unitário equivale a até quatro vezes o preço do aparelho visto em lojas no Brasil e no exterior, e os equipamentos são considerados “inadequados” para pacientes de covid-19, segundo o Conselho Regional de Medicina do Amazonas (Cremam). A compra foi feita em 8 de abril, com dispensa de licitação, e foi questionada pelo Ministério Público de Contas. Foram comprados 24 ventiladores da marca Resmed por R$ 104,4 mil cada. O mesmo aparelho é vendido por cerca de R$ 25 mil por revendedores nacionais e do exterior, destaca o UOL.

Mais quatro aparelhos da marca Philips foram adquiridos na mesma adega por R$ 117,6 mil cada. A unidade é vendida por R$ 38 mil por revendedores nacionais: uma diferença de 209,4%. Em nota, o governo amazonense afirma que os fornecedores aumentaram o preço diante da pandemia. (R. Curitiba)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More