quarta-feira, 20 de maio de 2020

Após briga, delegado é achado baleado e namorada morta

Um delegado da Polícia Civil e sua namorada foram encontrados baleados na casa do policial, nesta quarta-feira (20), em São Bernardo do Campo, em São Paulo. Paulo Bilynskyj estava ferido, já a mulher, a modelo Priscila Delgado de Barros, de 27 anos, estava morta.

Investigadores acreditam que trata-se de feminicídio. No entanto, o delegado acusa a própria namorada de ter efetuado os disparos contra ele. Após isso, ela teria tirado a própria vida.
Segundo Bilynskyj, Priscila teria ficado atônita após ler mensagens em seu telefone e que por este motivo ela fez os disparos contra ele e depois contra si mesma.

Em um vídeo nas redes sociais, o delegado, que também é instrutor de tiro, sustenta a versão que deu à polícia. Bilynskyj gravou o depoimento dentro da unidade de tratamento intensivo do hospital, onde está internado em estado grave. Ele foi atingido no dedo, na perna e no abdômen.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que a Corregedoria de Polícia Civil irá investigar o caso.

O crime aconteceu no mesmo prédio onde mora o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No momento dos tiros, o petista não estava em casa.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More