sexta-feira, 3 de julho de 2020

PF deflaga nova operação em Fortaleza contra a pedofilia infantojuvenil na internet

Agentes da Polícia Federal desencadearam, na manhã desta sexta-feira (3), em Fortaleza, mais uma etapa da “Operação Arquivo Proibido”, cujo objetivo é investigar, identificar e prender responsáveis pela pedofilia através da Internet. Ao menos, um mandado judicial de busca e apreensão foi cumprido na residência de um investigado. Não houve prisões.

As diligências foram realizadas para o cumprimento de ordem da Justiça Federal do Ceará. Na local da busca foram apreendidas mídias, HD´s e telefone celular que serão analisados pelo Setor Técnico Cientifico da PF. A ação de hoje pode resultar em novas diligências, após análise do material apreendido.

De acordo com a PF, as investigações são oriundas de inquéritos instaurados no combate aos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). “O investigado poderá responder pelos crimes de posse e/ou compartilhamento de arquivos de pornografia infanto-juvenil, com penas previstas no ECA que variam de um a seis anos de reclusão”, informou a instituição.

Balanço

Neste ano, a Polícia Federal no Ceará cumpriu 14 mandados de busca e apreensão no âmbito da “Operação Arquivo Proibido”, iniciada ainda em agosto de 2019, para desarticular esquema de posse e/ou distribuição via internet de arquivos pornográficos contendo imagens de crianças e adolescentes.

(Blog Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More