segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Prefeitura proíbe estacionar e provoca aglomeração no entorno do Centro de Sobral

Na retomada das atividades econômicas de Sobral, uma surpresa nada agradável para quem costuma ir ao Centro. As ruas do entorno amanheceram com o meio-fio pintado de amarelo, significando a proibição de estacionamento. Muitos proprietários de carros e motos, desavisados, foram multados.

Nesta segunda-feira (10), Sobral deu continuidade à segunda fase de retomada das atividades comerciais, mas mantendo a prorrogação do isolamento social, até o dia 17 deste mês de agosto, como alertou o prefeito Ivo Gomes (PDT). O centro comercial continua funcionando com regras específicas.

As agências bancárias públicas e privadas permanecem com atendimento ao público, das 8h às 13h, e as agências lotéricas e correspondentes bancários seguem abertos em horário comercial regular. O Mercado Público de Sobral permanece em regime especial de atendimento.

Apesar da abertura gradual das atividades, o que tem agradado a alguns, outra medida adotada pelo prefeito Ivo Gomes tem chamado a atenção dos moradores, principalmente, os que se deslocam pela cidade, por meio de veículos. O perímetro do Centro da Cidade foi o mais afetado. Os meios-fios de praças e calçadas, que antes eram pontos livres para estacionamento, foram pintados de amarelo, o que impede a permanência de carros e motocicletas no local. As guias receberam a nova cor, também, em frente à diversos comércios do Centro e de seu entorno, afastando, cada vez mais, os veículos daquela área.

“A gente percebe que essa medida tem atrapalhado bastante a vida das pessoas que têm coisas a resolver nessa região do Centro. Eu vejo que, afastar os veículos, não tem impedido que ocorra aglomeração de pessoas. Quem anda na cidade vê essa aglomeração, até nas ruas mais afastadas do Centro”, reclama Francisco Ferreira (35), corretor de imóveis, e exemplifica. “Eu tive que deixar meu carro a uma certa distância para resolver uma questão na Praça de Cuba. Só consegui estacionar nas proximidades da Igreja do Patrocínio. Bem distante”, reforçou.

Outro que tem se deparado com a dificuldade de estacionar no Centro da Cidade, é o consultor comercial Saulo Henrique (32). “Devido ao fluxo de carros que temos em Sobral, sempre foi complicado estacionar ali, mas ultimamente, com essa decisão de colocar vias amarelas nos arredores do Centro fica ainda mais complicado. Sair do carro para se deslocar ao banco, por exemplo, representa mais pessoas circulando nas ruas”, explica o corretor, e finaliza. “acredito que estar mais perto dos bancos poderia ser mais prático. Nas proximidades da Praça da Várzea, por exemplo, não há um só ponto de estacionamento. A distância do Centro pode trazer o risco de assaltos”, adverte o consultor.

Na manhã desta segunda (10/8), o assunto foi abordado na Enquete do Dia; quadro com participação popular, criado pelo jornalista Luciano Cléver, no programa Café Com Cléver, veiculado pela Rádio Paraíso FM. De acordo com o jornalista, em seu debate diário, “isso ocorre de forma arbitrária, primeiro, porque é sem avisar. O sobralense foi tomado de surpresa. Trancaram todo o Centro, da forma mais autoritária possível, sem avisar ninguém”, disse Luciano, e desabafou: “Uma medida burra, mesmo se tratando de pandemia. Porque traz mais sacrifício à população, que tem que deixar seu carro distante, e andar a pé. Então, hordas de pessoas vão caminhando e se aglomerando, aumentando o risco de contaminação. Hoje Sobral é a cidade do medo”, revelou.

Por Marcelino Jr / SobralPost

2 comentários:

O nosso prefeito só procura mudanças para gerar multas . toda.mudança requer primeiramente uma comunicação depois a informação pública para depois vir a multa por descumprimento. A administração municipal de Sobral tornou e uma fabrica de multas de todas naturezas.

É o curral eleitoral de Sobral....
Votem nele de novo.... Eu acho é pouco

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More