quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Desde março, a Justiça de São Paulo soltou um preso por hora a pretexto de pandemia

No total, foram soltos 5.777 bandidos durante pouco mais de duzentos dias, desde março.
A Justiça de São Paulo soltou mais de um preso por hora, a pretexto da pandemia, segundo relatório oficial do governo estadual ao qual teve acesso o jornalista Pedro Campos, da Rádio Bandeirantes.

No total, entre março e outubro deste ano, exatos 5 mil 777 detentos conseguiram autorização da Justiça para deixar os estabelecimentos alegando serem do “grupo de risco” da contaminação de covid.

Os juízes e desembargadores de São Paulo dizem basear suas decisões em recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O documento determina “atenção especial” a pedidos de encarcerados do grupo de risco para a doença.

Ao assumir a presidência do CNJ, o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), aplicou um “freio de arrumação” na farra que se estabeleceu de soltura de bandidos.

(Diário do Poder)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More