segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Ficha de assassino de PM da Casa & Video vai de homicídio a roubo

Capturado neste domingo (6) pela Polícia Militar do Rio de Janeiro após ter assassinado o cabo Derinaldo Cardoso, em um assalto a uma loja da Casa & Video, na Baixada Fluminense, Jonathan Santos Targino possui vasta ficha criminal. Entre as acusações mais graves estão passagens por homicídio com arma de fogo e tentativa de homicídio, além de roubo a um coletivo.

Jonathan, de 23 anos, também possui anotações desde quando era menor de idade, por desacato e desobediência. Ao todo, são nove registros.

Mesmo com todos os crimes, ele ainda estava livre para praticar novos delitos, incluindo o assassinato do cabo Cardoso, que deixa a esposas e dois filhos. Cardoso foi enterrado sob forte comoção neste sábado (5).

O CASO

O policial militar Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, foi morto ao tentar impedir um assalto a uma loja no centro de Mesquita, cidade da Baixada Fluminense. Derinaldo, que era cabo da PM, foi atingido por um tiro na cabeça disparado por um criminoso durante a ocorrência.

O caso aconteceu no início da tarde de sexta-feira (4) e a morte foi confirmada na noite do mesmo dia. Cardoso, que trabalhava no 20º Batalhão da Polícia Militar, chegou a ser levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) em estado gravíssimo e passou por uma cirurgia de emergência, mas não resistiu.

(Pleno News)

3 comentários:

Nos países de primeiro mundo um caso extremo desse aí é pena capital pena de morte no Brasil virá estastitica!que pena que o Brasil não muda....

Pegaram ele vivo, esse vítima da sociedade era pra ta crivado de bala

Kkkkk
Taí, a vítima da sociedade!
Tomara que ele se foda no prisão!

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More