quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

Homem descobre que corpo do pai foi enterrado por outra família após troca em hospital no Piauí

Pedro Jorge Marciano, 83 anos, que morreu vítima da Covid-19. A assessoria do Hospital Regional Justino Luz informou que abriu uma sindicância para apurar o ocorrido e que os responsáveis devem ser punidos.

O educador físico Arinaldo Marciano descobriu que corpo do pai, Pedro Jorge Marciano, 83 anos, foi enterrado por outra família após ser trocado, na terça-feira (22), no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, Sul do Piauí. O corpo do idoso, que morreu vítima da Covid-19, foi levado para outra cidade e sepultado.

Procurada, a assessoria do hospital informou, por nota, que instaurou uma sindicância para apurar os fatos e, ao final da averiguação, caso seja comprovado erro e/ou dolo de funcionários do hospital, os mesmos serão penalizados. Leia a nota na íntegra ao fim da reportagem

O Hospital Justino Luz sempre prezou por uma logística rígida de seus protocolos de entrada e saída de pacientes, assim como, de liberação de corpos para os familiares, buscando humanizar a relação com seus usuários, e diante do fato ocorrido, pede desculpa às famílias.

Arinaldo disse ao G1 que o pai deu entrada no hospital no domingo (20), sentindo muita falta de ar. Na terça-feira (22), o idoso foi intubado e veio a óbito no mesmo dia após duas paradas cardíacas. Na hora de buscar o corpo, a família encontrou o de outro idoso.

“Não havia nenhuma identificação. Foi preciso abrir um pouco do saco para verificar. Foi nesse momento que percebemos que aquele corpo não era do meu pai. Depois de algum tempo recebemos a informação que o corpo do meu pai havia sido levado para a cidade de Simões”, relatou o filho do idoso.

Simões fica a 140 km de Picos. Na cidade, outra família já havia enterrado Pedro Jorge Marciano no lugar de Amadeu Carvalho, 98 anos, que também vítima da Covid-19.

Após a confusão ser desfeita, o corpo de Pedro Jorge Marciano foi sepultado pela família, na manhã desta quarta-feira (23).

Leia a nota do hospital na íntegra: A direção-geral do Hospital Regional Justino Luz esclarece que após tomar conhecimento de denúncia envolvendo troca de corpos ocorrida na noite desta terça-feira (22), instaurou uma Sindicância (Nº 04/2020) para apurar os fatos e, ao final da averiguação, caso seja comprovado erro e/ou dolo de funcionários do hospital, os mesmos sejam imediatamente penalizados.

O Hospital Justino Luz sempre prezou por uma logística rígida de seus protocolos de entrada e saída de pacientes, assim como, de liberação de corpos para os familiares, buscando humanizar a relação com seus usuários, e diante do fato ocorrido, pede desculpa às famílias.

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More