SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

quinta-feira, 11 de março de 2021

Aumento da ostensividade e das investigações resulta no crescimento de 37% nas apreensões de armas em fevereiro

Com o aumento das abordagens policiais e o reforço das investigações em todo o Ceará, o balanço de armas apreendidas em território cearense apresentou um aumento de 33% em comparação ao ano de 2020. Ao todo, a soma de apreensões nos meses de janeiro e fevereiro foi de 972. Durante o mesmo período de 2020, ano que fechou com um aumento de 11,6% em comparação a 2019, foram 730 apreensões. A média nos últimos dois meses é de quase 17 armas de fogo retiradas de circulação diariamente pelas forças de segurança em todo o Estado.

Em fevereiro último foram 450 apreensões, com 37% de aumento. No mesmo período de 2020, foram 328. O mesmo ocorreu em janeiro, com um crescimento de 30% nas apreensões, indo de 402 para 522. “Um das principais ações para a redução de homicídios e de roubos é justamente esse aumento de abordagens, essa maior ostensividade das Polícias nas ruas para que sejam retirados das mãos de criminosos os instrumentos que eles utilizam para a prática desses crimes, que são as armas de fogo. Então seguiremos nessa estratégia”, reforçou o secretário da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sando Caron.

Entre os trabalhos ostensivos que o gestor cita em sua fala, duas ações da Polícia Militar do Ceará (PMCE), ocorridas em dias seguidos, se destacam. Ambas culminaram nas apreensões de cinco armas de fogo e, em uma delas, cinco pessoas foram presas em flagrante. A primeira foi registrada na madrugada dessa terça-feira (9), quando um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 12 e uma submetralhadora calibre .40 foram apreendidas. O material foi localizado após os policiais militares frustrarem os planos de integrantes de uma organização criminosa que pretendiam agir contra desafetos, no Centro de Fortaleza. Ao todo, cinco pessoas foram presas durante a ofensiva que teve o apoio do videomonitoramento da SSPDS.

Também nessa terça-feira, policiais militares lotados no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) apreenderam duas espingardas calibre 12 no bairro Canindezinho (AIS 2). O material foi encontrado durante incursões na região, objetivando capturar suspeitos envolvidos em ações criminosas.

Apreensões de armas também foram registradas durante operações deflagradas pela Polícia Civil, como é o caso da ofensiva coordenada em conjunto pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela Delegacia de Narcóticos (Denarc) que resultou na prisão em flagrante de um homem suspeito de participação em homicídios e no tráfico de drogas, na região do Vicente Pinzón (AIS 1). Durante a sua captura, ocorrida na última sexta-feira (5), em um hotel na orla de Fortaleza, os investigadores apreenderam duas armas de fogo sendo uma calibre .45 e outra 380, além de munições, a quantia de R$ 4,1 mil, um computador, relógios, cordões e anéis de ouro, aparelhos celulares, um passaporte e os documentos de um veículo Ranger Rover, que estava estacionado em uma das vagas do hotel.


Outros índices

Outros dois indicadores criminais divulgados recentemente pela pasta também apontam melhoria nas estatísticas do Estado. Um deles foi a redução nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que englobam dados como homicídios dolosos/feminicídios, lesão corporal seguida de morte e latrocínio.

De acordo com dados compilados pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública, vinculada à SSPDS, o mês de fevereiro apresentou o menor número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) desde dezembro de 2019. Ao todo foram 250 CVLIs no segundo mês de 2021. Se o dado for comparado com janeiro deste ano, também houve uma redução de 18,3%, com 306 contra os 250 crimes do segundo mês do ano. Se a comparação for com o mesmo período de 2020, a retração é de 45,5% (459 CVLIs registrados em fevereiro/2020).

A estatística de mortes provocadas por crimes violentos foi divulgada um dia após a Secretaria da Segurança Pública expor os dados de prisões e apreensões durante os dois primeiros meses deste ano. Ao todo, 5.332 pessoas já foram retiradas de circulação pela prática de crimes, sejam por autuações em flagrantes ou por cumprimento de mandados de prisão. Desse número, 2.808 prisões e apreensões ocorreram em fevereiro. O número é superior ao registrado em janeiro último, quando aconteceram 2.524 capturas.

Também em tendência de melhoria se encontram os Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP). Fevereiro de 2021 registrou uma retração de 44,9%. No segundo mês do ano passado, o Ceará contabilizou um total de 7.787 casos e, durante o mesmo período deste ano, foram 4.292. Quando se trata da soma de CVPs de janeiro e fevereiro, o ano de 2021 apresenta redução de 28,8%, com 9.063. O acumulado do mesmo período em 2020 totalizou 12.727 crimes. Se comparado com janeiro último, fevereiro também apresentou redução de 10%, com 4.771 contra 4.292 roubos.

(Polícia Civil/CE)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More