SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

segunda-feira, 1 de março de 2021

Esposa de Toffoli vira sócia de escritório de causas bilionárias

Roberta Rangel já esteve envolvida com repasses polêmicos feitos pela empresa Queiroz Galvão em 2008 e 2011.

A advogada Roberta Maria Rangel, esposa do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), formalizou sua sociedade com um dos maiores escritórios de advocacia do país, o Warde Advogados. A banca, conhecida por atuar em causas bilionárias, tem nada menos do que 24 advogados cadastrados como sócios no Cadastro Nacional de Sociedade de Advogados (CNSA) da OAB.

Segundo informação divulgada pelo site O Antagonista, a banca é liderada pelo advogado Walfrido Warde e conta com “um time de peso”, com profissionais como Valdir Simão, ex-ministro da Controladoria-Geral da União e do Planejamento no governo Dilma Rousseff, e Leandro Daiello, diretor-geral da Polícia Federal entre 2011 e 2017.

O nome da esposa de Toffoli pode até não ser muito conhecido atualmente, mas, em 2016, Roberta esteve envolvida em notícias sobre repasses controversos feitos pelo consórcio formado pelas empresas Queiroz Galvão e Iesa, em 2008 e 2011, para o escritório Rangel Advocacia, gerenciado por ela, em um total de R$ 300 mil.

O detalhe é que os pagamentos ao escritório, que teve Dias Toffoli como sócio até 2007, aconteceram no mesmo período em que as empreiteiras receberam R$ 1 bilhão da Petrobras, por um contrato fraudulento denunciado na Lava Jato. Na época, Rangel disse que foi remunerada após prestação de serviços às empresas e disse que o escritório não possuía mais contato com as mesmas.

(Paulo Moura / Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More