SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

domingo, 18 de abril de 2021

NOTA DE CORTE DO CURSO DE MEDICINA DA UFC EM SOBRAL SALTA PARA 800,12 - SAIBA O PORQUÊ

Em meio aos desafios do ensino remoto com o fechamento das escolas para o ensino presencial ao longo de 2020, era esperado que a nota de corte dos cursos de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Fortaleza e Sobral, tivessem uma queda significativa para a aprovação do alunado via SISU/ENEM. Mas para surpresa de muitos, não foi isso que aconteceu.

Em Fortaleza, a nota de corte pelo critério da ampla concorrência para a conquista da aprovação subiu de 786,80 para 805,18. Em Sobral, onde também existe um curso de medicina da UFC, em 2019 a nota de corte foi de 781,18 e agora ficou em 800,12. Outros cursos que também têm uma ampla procura como Direito, Odontologia e Engenharia da Computação, também tiveram suas notas de corte aumentadas de maneira significativa quando comparadas aos anos anteriores. Em nenhuma outra faculdade pública do país se viu tamanho crescimento.


O ENSINO REMOTO FOI O DIFERENCIAL?

Os alunos cearenses se adaptaram melhor ao ensino virtual? Nem tanto isso. Tudo bem que não é desprezível a ideia da qual muitos alunos, sobretudo aqueles com um foco aguçado e que não sentiram os efeitos danosos (até psicológicos) do isolamento social, souberam tirar um proveito melhor de um ambiente doméstico de estudo. Alunos experimentados e com uma boa bagagem de conhecimento viram seu tempo de estudo para a prova do ENEM aumentar, pois a aplicação do certame foi adiada de novembro/2020 para janeiro/2021. Em um mundo tão competitivo como é o exame para uma Universidade Federal, ganhar dois meses a mais de preparação e focar na resolução de questões e nos ensaios de redação pode em muito fazer a diferença na média final.

Mas esse cenário de um ensino remoto mais produtivo é algo que ocorreu de maneira pontual. Em termos linear, a explicação é outra bem mais pertinente.


A UFC ATRAIU MAIS ALUNOS ESSE ANO?

Dentre as várias universidades públicas do Nordeste, a UFC está sendo uma das poucas que não aderiu a bonificação regional. Por esse sistema, a instituição de ensino superior que adota a prova do ENEM como critério de egresso em seus cursos, dá um bônus para os alunos residentes e com histórico escolar na sua região. Esse bônus que pode chegar a 10% sobre a média atingida, coloca os alunos locais em uma condição extremamente vantajosa em relação aos vindos de outras regiões ou estados. A Universidade Federal do Cariri, por exemplo, a qual tem um curso de Medicina em Barbalha, adotou esse ano o bônus de 4% para alunos residentes em mais de trinta cidades da região.

Se antes, a UFC com a excelência dos seus cursos, já era um polo de atração de vários vestibulandos do país, agora acrescentou a possibilidade de muitos alunos buscarem uma classificação aqui sem o incômodo de uma disputa desigual com os alunos da região.

Por outro lado, há que se criar um movimento político para que a UFC também adote esse tipo de bonificação! Quem se habilita?


KLEBER TEIXEIRA SANTOS.*

* Historiador e Pedagogo com Pós-Graduação em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio

(Blog do KT)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More