quarta-feira, 15 de dezembro de 2021

Inquérito contra Ciro Gomes possui provas materiais, diz juiz

O juiz Danilo Dias Vasconcelos de Almeida determinou o cumprimento de mandados de busca contra o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, e o senador Cid Gomes nesta quarta-feira (15). Na decisão, o juiz afirma que a investigação está baseada em provas materiais, além de relatos de delatores ligados à empreiteira Galvão Engenharia.

A decisão salienta que “embora, nesta fase processual, não seja o momento de apontar responsabilidade definitiva, o fato é que a autoridade policial logrou reunir elementos indiciários que conferem verossimilhança à colaboração premiada”.

O texto diz ainda que “a representação policial, o parecer ministerial e esta decisão não se sustentam, apenas, na palavra dos colaboradores”.

O juiz cita anotações, e-mails, agendas e notas fiscais como elementos materiais confirmatórios, reunidos no inquérito. Há também as provas obtidas pela polícia por meio de “diligências de confirmação”, como comprovações de doações, cruzamento de informações, análise documental, buscas em bancos de dados etc.

De acordo com a investigação, coordenada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, Ciro e Cid Gomes recebiam propina da empresa Galvão Engenharia durante a construção da Arena Castelão, estádio feito para a Copa do Mundo de 2014. Na época, Ciro era governador do Ceará e, em troca da propina, teria favorecido à empresa nos contratos de construção do estádio. 

(Pleno News)

5 comentários:

Tem provas e não prendeu pq? Estranho

PORQUE QUE NÃO ESTÃO PRESO SE FOSSE LADRÃO DE GALINHA ESTAVA PRESO MAIS E LADRÃO DE MILHOESE

Dudu, ainda estão em procedimento de investigação! Vão ser recolhidos outras provas e aí sim terá subsídio para uma denúncia do MP. Após isso o juiz aceita ou não esta denúncia. Caso aceite, o processo tem início com as audiências;se não aceita a sentença, o procedimento tem fim! Entendeu? Abraço !

Dudu,pq ainda vai ser julgado...

Engraçado... A maioria dos políticos pratica desonestidade, mas esses, NÃO?

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More