DETETIVE PARTICULAR - NÃO FIQUE NA DÚVIDA! (88) 98120.0376

sábado, 11 de dezembro de 2021

Réus do caso da boate Kiss são condenados

Após 10 dias de julgamento e quase nove anos de espera, o Tribunal do Júri do Foro Central de Porto Alegre definiu, nesta sexta-feira (10), as sentenças dos quatro réus pelo incêndio da boate Kiss.

Elissandro foi condenado a 22 anos e 6 meses anos de reclusão, Mauro a 19 anos e 6 meses. Já Marcelo e Luciano a 18 anos. A condenação vale a partir de seu anúncio.

Tribunal de Justiça decretou habeas corpus a um dos réus e juiz estendeu aos demais. Assim, pelo menos por enquanto, os condenados ainda não irão imediatamente para a cadeia.

Os sócios da Boate Kiss Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, o vocalista da Banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos, e o produtor musical Luciano Bonilha Leão.

Os jurados condenaram Elissandro Callegaro Spohr, Mauro Lodeiro Hoffmann, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Augusto Bonilha Leão.

Segundo o Ministério Público, eles assumiram o risco de causar mortes ao não prevenir a possibilidade do incêndio e agir em desacordo com a legislação.

A tragédia, que matou 242 pessoas e deixou 636 feridas, começou no palco, onde se apresentava o grupo Gurizada Fandangueira, e logo se alastrou, provocando muita fumaça tóxica. Um dos integrantes disparou um artefato pirotécnico, atingindo parte do teto do prédio, que pegou fogo. 

(Gazeta Brasil)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More