domingo, 13 de fevereiro de 2022

EUA ameaçam sanções "paralisantes" à Rússia

O funcionário do Departamento de Estado dos EUA, Derek Chollet, alertou que os EUA imporão sanções “paralisantes” à Rússia se invadir a Ucrânia.

Seu aviso neste domingo (13) veio depois que um telefonema entre o presidente russo Vladimir Putin e o presidente dos EUA, Joe Biden, terminou sem nenhum avanço na crise.

A Casa Branca insiste que Moscou enfrenta “custos rápidos e severos” se avançar com a agressão, enquanto o Kremlin denunciou o “pico de histeria” dos EUA sobre a Ucrânia e negou que tenha planos de invadir.

Enquanto isso, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse que o risco de uma ação militar russa na Ucrânia é alto o suficiente para justificar a saída de grande parte do pessoal da embaixada dos EUA em Kiev, mas disse que uma solução diplomática para a crise ainda é possível.

“O caminho diplomático continua aberto. A maneira de Moscou mostrar que quer seguir esse caminho é simples. Deve diminuir em vez de aumentar”, disse ele.

(Gazeta Brasil)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More