ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Caso chocante no DF mostra que audiências de custódia servem à impunidade

Uma estudante da Universidade de Brasília (UnB) foi esfaqueada sete vezes por um sujeito que lhe devia dinheiro. O bandido só parou de desferir os golpes quando a faca ficou presa no peito da moça. Achou que ela estava morta e fugiu. Ela foi socorrida e escapou. Ele foi preso pela polícia e logo solto na “audiência de custódia”, a institucionalização da impunidade. Restou à vitima, com medo, ficar presa em casa. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Estatística de entidades policiais mostram que as audiências de custódia soltam mais de 70% dos criminosos presos, inclusive em flagrante.

São freqüentes os casos de bandidos que, soltos durante audiências de custódia, acabam consumando crimes ainda mais graves.

Cansados dessa rotina, delegados agora soltam o bandido após assinar o “termo circunstanciado”, outra invenção da impunidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More