quinta-feira, 4 de agosto de 2022

Caso Bárbara: Homem suspeito é achado morto em Belo Horizonte

O principal suspeito do crime contra Bárbara Victória, de 10 anos, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi achado morto nesta quarta-feira (3). Rapaz chegou a ser preso quando a criança estava desaparecida, mas liberado na sequência por falta de provas.

Informações iniciais da Polícia Militar (PM) à rádio Itatiaia dão conta de que o homem teria cometido suicídio na casa de um parente em um bairro da região Nordeste da capital.

O suspeito chegou ser abordado em casa e levado à delegacia após agentes encontrarem no local um saco de pão semelhante ao que a criança levava após deixar a padaria.

O homem apareceu em várias imagens de câmeras de segurança ao lado da menina. Além disso, conforme declarações que constam no boletim de ocorrência, ele também disse não ser ele quem aparece nas imagens. Essa versão foi contestada pelo próprio filho dele, que disse ser, sim, o pai nos vídeos. O suspeito também contou não conhecer nem a menina, nem a família dela. Após ser confrontado, admitiu que conhecia Bárbara, ter falado com ela, mas afirmou que não sabia de seu paradeiro.

Nessa terça-feira (2), horas após o corpo da criança ser encontrado em um campo de futebol em Ribeirão das Neves, ele foi submetido a um teste de DNA no Instituto de Criminalística de Belo Horizonte.

A Polícia Civil de Minas Gerais, no entanto, não deu mais detalhes sobre as investigações e a prisão do suspeito. Por meio de nota, o órgão disse que o caso segue em sigilo. “Um inquérito foi instaurado para apurar a autoria, materialidade, circunstâncias e motivação do crime. Diversas diligências investigativas estão sendo realizadas”, disse a polícia.

O corpo de Bárbara Victória, que saiu para comprar pão para a família no último domingo e desapareceu, foi encontrado nesta terça-feira por uma estudante em um matagal ao lado de um campo de futebol, em Ribeirão das Neves, a menos de um quilometro de casa.

Via Gazeta Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More