quinta-feira, 15 de setembro de 2022

Homem que invadiu ótica e matou a ex-companheira em Milagres é sentenciado a 26 anos de prisão

Hélio Adelino da Silva, homem que assassinou a ex-companheira após invadir uma ótica no Centro de Milagres e efetuar diversos disparos contra ela, foi sentenciado à pena de 26 anos e 10 meses de prisão, pelo crime de feminicídio. O caso foi registrado em 10 de novembro de 2020.

De acordo com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a sentença foi aplicada nessa segunda-feira, 12. Além de feminicídio, a pena também engloba a tentativa de homicídio de uma amiga da vítima e a tentativa de fuga após a prática dos crimes

A vítima foi Cícera Samiris dos Santos Souza. De acordo com o relatório do Ministério Público do Ceará (MPCE), por volta das 10h da manhã do dia 10 de novembro, Hélio chegou ao local onde a vítima trabalhava. Após descer de seu carro, o homem adentrou na loja e efetuou diversos disparos à queima-roupa contra a ex-companheira.

Após o crime, o homem saiu correndo da ótica, entrou no automóvel, que estava parado na via em frente ao local de trabalho de Cícera, e fugiu, conforme o relatório do MPCE. O carro foi abandonado em uma estrada de terra na saída da cidade. Em seguida, ele se dirigiu a outro comércio onde tentou matar uma amiga da vítima, a qual conseguiu se esconder dele. Segundo o MPCE, o assassino era ciumento com a ex-companheira e não aceitava a amizade das duas. Após não encontrar a mulher, Hélio fugiu do local.

(O Povo)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More