CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

sábado, 3 de setembro de 2016

Médicos encontram relação do autismo com o paracetamol

O consumo de paracetamol pode aumentar sintomas de autismo.

Como sabemos, todos os medicamentos devem ser administrados apenas com orientação médica. Isso porque o consumo indiscriminado de algumas substâncias pode causar problemas sérios.

Um estudo recente do Instituto de Salud Global (ISGlobal), em Barcelona, revelou que o consumo de paracetamol (ou acetaminofeno), por mulheres grávidas pode aumentar os sintomas do Transtorno do Espectro Autista (TEA), hiperatividade e déficit de atenção nos bebês.

O estudo contou com a participação de 2.644 duplas de mães e filhos e, baseada na análise da frequência de uso do analgésico durante a gestação. Os especialistas descobriram que ouve um aumento de 30% do risco para sintomas do espectro autista em meninos e 40% mais chances de hiperatividade ou impulsividade em ambos os sexos.

As conclusões do estudo foi que o paracetamol poderia ser prejudicial para o desenvolvimento neurológico da criança por atuar sobre os receptores do cérebro que ajudam a determinar o amadurecimento e conexão de neurônios, podendo causar alterações nos processos.

Já o fato de o remédio registrar aumento de riscos de autismo em meninos estaria, na avaliação dos cientistas, relacionado a uma possível maior vulnerabilidade do cérebro masculino a influências danosas nos primeiros períodos da vida.

Fonte: Vix

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More