RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

sábado, 27 de janeiro de 2018

Homem mais procurado da Bolívia foi assaltado em São Paulo

Suspeito mais procurado na Bolívia, Eliot Leon Fernandez foi preso na madrugada desta sexta-feira, 26, em São Paulo, pela Polícia Militar de Santo André, e relatou às autoridades brasileiras que foi assaltado em São Paulo, logo ao deixar após rodoviária.

Segundo o relato à advogada, Patrícia Vega, o boliviano "informou que foi assaltado em São Paulo" e que "levaram sua identidade e também o dinheiro que possuía", como noticia o portal R7.

Junto com o irmão Israel, que está preso na Bolívia, Eliot é suspeito de cometer o duplo homicídio de um casal de namorados, os jovens Carla Bellot, 20, e Jesús Cañisaire, 21. O crime abalou o País e mobilizou centenas de policiais na caça aos suspeitos. O presidente boliviano, Evo Morales, chegou a emitir pronunciamento para toda a nação, pedindo cumprimento da lei para os suspeitos.

O casal de jovens celebrava a virada do ano a discoteca “Planta Baja”, em La Paz, capital da Bolívia e, segundo suspeita da polícia, conheceram os irmãos Eliot e Israel, que teriam atacado o casal com golpes na cabeça, após chegarem à casa dos criminosos para continuar comemoração do réveillon.

Os corpos de Carla e Jesus só foram encontrados 19 dias depois do crime, estando abandonados com vida em sacos de farinha em Orkojahuira, em La Paz, capital boliviana. Ainda segundo investigação, teriam passado dias agonizando. A polícia técnica estima que Jesus teria morrido no dia 4 de janeiro e Carla somente no dia 11.

Fuga para o Brasil 

Eliot Leon Fernandez fugiu da Bolívia em direção ao Brasil no dia 8 de janeiro, atravessando a fronteira de Puerto Suarez. A travessia foi feita com a mulher e filha, que foram abandonadas por Eliot logo na saída no terminal de ônibus da Barra Funda, para que ficassem em casa de familiares e “evitar que ela se complicasse caso alguém descobrir o crime” – que a mulher afirma desconhecer.

Foi logo em seguida que Eliot relata ter sido assaltado, tendo documentos e dinheiro roubados. Eliot, então, pediu ajuda de pessoas que o levaram a Santo André, onde o hospedaram na residência – local em que foi encontrado pela polícia brasileira após denúncia anônima.

Segundo reportagem do R7, a própria dona da casa onde se abrigava Eliot ligou para polícia, a pedido do próprio boliviano, que desejava se entregar às autoridades brasileiras depois de ver suas fotos e de sua família circulando pelas redes sociais.

"Só esclareço que ninguém me obriga a voltar a Bolívia, que volto pela minha vontade para esclarecer do qual se me acusa em Bolívia e inclusive estou acompanhado da advogada Patrícia Vega", diz Eliot, e carta com declarações redigidas pelo suspeito ao Consulado da Bolívia.

O POVO Online

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More