ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

domingo, 21 de abril de 2019

Somente pela Graça somos salvos


“Sola Gratia”

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus, não vem das obras, para que ninguém se glorie. (Ef 2:8,9)

Na história da Igreja, muitas batalhas foram travadas em torno da doutrina da Graça de Deus, se ela precisa ser acompanhada, complementada, ou receber alguma cooperação da nossa parte. Os primeiros reformadores do séc XVI foram unânimes em dizer “somente a Graça”.

A palavra “graça” significa favor imerecido. É um ato livre, espontâneo, que não teve um motivo ou merecimento naquele que recebe. Nesse sentido, a graça de Deus para nós, a Sua misericórdia, a Sua ajuda, seria totalmente livre e gratuita, não podendo ser adquirida, comprada ou conquistada por nada que façamos de bom.

Seguindo este princípio dos reformadores, que conseqüências passamos a ter em nossas doutrinas e práticas?

1 – Afirmamos que não está em nós a capacidade de salvação. A salvação não pode ser comprada ou conquistada por nós. Na verdade, a salvação teve um preço sim, mas o preço era muito alto para que eu ou você pudéssemos pagar. Quem pagou foi Cristo. Ele comprou nossa salvação com Seu sangue e Sua obediência. Por isso a salvação vem de graça para nós, e tem que ser recebida de graça, como um presente. Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor (Sl 116:13).

2 – Afirmamos que nenhuma obra nossa contribui para a nossa salvação. SOLA GRATIA significa que nenhuma obra nossa pode nos salvar, a nossa salvação não acontece por causa de nenhum dos nossos atos, nem mesmo os atos que fazem parte da conversão. Isto é, na salvação nós nos arrependemos dos nossos pecados, confiamos nas obras de Cristo por nós, na morte de Cristo para o castigo dos nossos pecados e obedecemos a Cristo como Senhor; mas nada disso é que nos salva.

Deus é que nos salva de graça, pois Ele é quem nos dá o arrependimento, a fé e a obediência, por uma obra sobrenatural do Espírito Santo em nós. A obra de Deus por nós e em nós é que nos salva, não as nossas obras, que Ele opera. Quem sustenta a árvore é a raiz, não os frutos.

Não há ninguém que busque a Deus (Rm 3:11), mas Ele foi achado pelos que não O procuravam (Rm 10:20). Não fomos nós que subimos, foi Ele que desceu. De Deus é a iniciativa da salvação, dEle a providência da salvação, dEle o poder para a salvação, dEle o meio, a autoridade, a execução, a garantia, a operação, o sustento, a permanência e tudo o mais que se refira à salvação. Mas se é pela graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça (Rm 11:6).

3 comentários:

As boas obras vem depois da salvação e não o contrário, pois se fosse o sacrifício de Jesus na cruz teria sido em vão.

Seremos salvos de quem e por quem? Depois desta vida existe outra? Por favor prove-me.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More