ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: CLIQUE AQUI E FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Motorista de aplicativo e mototaxista são assassinados no fim de semana na Grande Fortaleza

Dois profissionais do transporte alternativo foram mortos no fim de semana na Grande Fortaleza. Um motorista de aplicativo e um mototaxista foram as vítimas dos crimes que ocorreram em Fortaleza e no Município de Caucaia, respectivamente. Até agora, nenhum suspeito dos dois casos foi preso.

O primeiro crime ocorreu na noite de sábado (25), quando o motorista de aplicativo Nilton Castilho de Oliveira, 55 anos, foi assassinado, a tiros, em um bar localizado a poucos metros da delegacia do 9º DP, na Rua Clóvis Maia, no bairro Vicente Pinzón.

Testemunhas contaram que o motorista tinha o hábito de ir sempre ao local para jantar. E foi o que aconteceu no último sábado. Porém, no momento em que ele estava se alimentando, o estabelecimento foi invadido por dois homens usando capacetes. Eles teriam ordenado que as pessoas saíssem do bar e ficasse ali somente o motorista.

Em seguida, os criminosos dispararam vários tiros à queima-roupa contra Nilton Castilho, que teve morte imediata. Nada dele foi roubado, o que afasta a hipótese de um caso de latrocínio (roubo seguido de morte).

Policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram na cena do crime em busca de informações sobre os assassinos.

Outro

Já na noite do domingo, a vítima foi o mototaxista identificado como Francignei Pereira de Oliveira, 44 anos, foi morto, a tiros, na Rua Santa Rita, no bairro Novo Pabussu, na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Conforme o relato de testemunhas do crime, os assassinos já estavam no local onde o mototaxista foi deixar uma passageiro, o que levanta a suspeita de que ele sofreu uma emboscada.

De acordo com a Polícia, o motoatxista tinha antecedentes criminais por roubo e um mandado de prisão preventiva em aberto, pelo não pagamento de uma pensão alimentícia.

(Blog Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More