ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: CLIQUE AQUI E FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

COREAÚ ESTÁ ENTRE OS 20 MENORES MUNICÍPIOS NO ICGM

Eusébio, Fortaleza, São Gonçalo do Amarante, Aquiraz, Jucás, Icapuí, Iracema, Itaitinga, Maracanaú, Russas, Guaramiranga, Caucaia, Sobral, Pacatuba, Quixerá, Pacajus, Cedro, Horizonte, Paracuru e Potiretama são, dentre os 184 municípios cearenses, os 20 melhores ranqueados de acordo com o Índice Comparativo de Gestão Municipal (ICGM), tendo como base o ano 2017. Na prática, são aqueles que podem ser tidos como exemplo de gestão pública, já que o ICGM realizar uma análise relativa dos municípios abordando cinco dimensões: Gestão fiscal, Planejamento, Transparência, Resultado e Eficiência. O índice acaba de ser publicado pelo Instituto de pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) e foi publicado pelo Anuário do Ceará 2019, lançado na noite de segunda-feira (12), durante solenidade realizada pelo Grupo de Comunicação O POVO.

Já os 20 menores municípios no ICGM são: Saboeiro, Abaiara, Penaforte, Jardim, Monsenhor Tabosa, Quiterianópolis, Mucambo, Arneiroz, Assaré, Caridade, Banabuiu, Senador Sá, Quixelo, Icó, Brejo Santo, São Luís do Curu, Tabuleiro do Norte, Moraújo, Carnaubal e Coreaú, este último na 184º posição. A partir do Índice Comparativo de Gestão Municipal é possível analisar o ranking dos municípios cearenses nas cinco variadas dimensões de forma integrada, fornecendo subsídios para o aperfeiçoamento do planejamento e da gestão pública municipal. O estudo também apresenta a classificação dos dez maiores municípios do Estado segundo porte populacional (grande, médio e pequeno). O trabalho completo está publicado na Nota Técnica (nº 68) – agosto/2019 – Índice Comparativo de Gestão municipal (ICGM) dos Municípios Cearenses – 2017 e já esta disponibilizado na página do Ipece.
Para o diretor Geral do Ipece, professor João Mário Santos de França, o ICGM faz uma análise comparativa dos municípios cearenses abordando dimensões normalmente utilizadas na formulação de índices visando avaliar o desempenho da gestão pública dos municípios. “O ICMG é útil para os gestores municipais por trazer informações que podem auxiliar a governança pública e para a sociedade, por disponibilizar dados sobre os municípios cearenses, contribuindo para uma maior integração entre o governo e a população” – observa. A Nota Técnica está estruturada em três seções, sendo a primeira referente a esta introdução; a segunda corresponde à metodologia de cálculo do ICGM e a terceira apresenta os resultados do índice para o ano de 2017. O trabalho tem como autores Marília Rodrigues Firmiano, diretora de Estudos de Gestão pública (Digep), o analista de Políticas Públicas Alexsandre Lira Cavalcante e o assessor Técnico Aprígio Botelho Lócio, todos do Instituto.

Fonte: Ipece

4 comentários:

So quem e sego pra n ver isso coreau e um lixo cidadao tem q sair biajar 2000 km pra poder trabalha pq n tem nd aq esse prefeito e uma faixada digo isso e n sou do lado da mulher tambem n por mim nem um dos dois presta coreau tem q vim alguem d fora pra poder regularizar o povo do coreau se cala por q tem o rabo preso com o atual prefeito

sO BESTA MESMO PRA ACREDITA EM UM INDICE CRIADOS POR ELES MESMO, POLÍTICOS E BUROCRATAS, ceará é o 4 estado mais pobre do brasil, mas com a classe politica mais abundante e abusiva em impostos.

Engraçado que a Lily mulher do Leônidas Cristino adversário do atual prefeito trabalha nesse orgao.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More