ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Em pleno século 21, ainda tem gente com medo de tomar vacina

Divulgar boatos e fake news que alimentam a ignorância sobre a eficácia de vacinas é terrorismo cibernético e deveria mobilizar a Polícia Federal.
O homem pisou na Lua, mas tem gente que acha que foi tudo armação da Nasa. Natural que algumas pessoas não acreditem que a Terra é redonda, apesar das fotos de satélite e do depoimento dos astronautas que puderam constatar o que já se sabia desde a Antiguidade (os gregos haviam observado que a sombra do planeta projetada sobre a Lua durante os eclipses tinha uma borda curva, rá!). Daí a existir marmanjo propagando que tomar vacina é prejudicial à saúde é um pulinho... no precipício de ignorância que ameaça engolir o século 21.

Por que, afinal, um adulto escolarizado pode colocar em risco a vida de seus filhos (e, pior, dos outros) baseado em uma crença que não está nos livros, é refutada por todos os médicos sérios e não encontra fundamento em nenhum estudo científico honesto? Cinco anos atrás, em São Paulo, foram registrados dois casos de coqueluche em uma família rica integrante da seita antivacina. Não era falta de acesso a informação, portanto. 

Pessoas assim devem ser sequelados com saudosismo do início do século XX, quando 10% das crianças morriam de alguma doença infecciosa. A poliomielite, por exemplo, é considerada erradicada do Brasil desde 1990. Mas, em 2016, insatisfeitos como fato de não termos mais que conviver com portadores de paralisia infantil, cerca de 15% dos brasileiros brincaram de roleta russa com a vida de seus filhos e acharam melhor não os vacinar.

Vacinação não é escolha pessoal. Trata-se de saúde pública. Divulgar boatos e fakenews que alimentam a ignorância sobre um assunto vital deveria mobilizar a competente turma de rastreadores de hackers recém-descoberta na Polícia Federal. É terrorismo cibernético. E não é engraçado.

Os mais velhos puderam presenciar quando agulha de injeção era da espessura de um dedo mínimo. Doía, é verdade. Era compreensível que houvesse medo de tomar vacina, assim como de ir ao dentista. Passou. Hoje em dia, tem até gotinha na língua. Nada justifica que adultos se comportem como crianças amedrontadas. Até ignorância tem cura. (R7)

FOTO: BBC NEWS BRASIL

1 comentários:

Kkkkk me poupem gente ignorante !
Affff !!
Picadinha boba. Pois eu adoro sentir aquele suspense.
É lógico que dá aquele receio, mas sinceramente eu adoro suspense total !!
Kkkk

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More