terça-feira, 10 de março de 2020

Trans abraçada por Drauzio Varella no Fantástico estuprou e assassinou garoto de 9 anos, diz site

O Portal O Antagonista confirmou que a transexual Suzy, apresentada como vítima de solidão, em reportagem de Drauzio Varella no Fantástico, foi condenada por estuprar e estrangular um garoto de 9 anos. Segundo o site, o transexual teria deixado o corpo da criança apodrecer em sua sala por 48 horas.

Juízes criminais levantaram a ficha de Suzy de Oliveira, cujo nome de batismo é Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos. A transexual está presa desde 2010, assinala reportagem do Portal O Antagonista

Segundo o processo “o revisionando praticou atos libidinosos consistentes em sexo oral e sexo anal com o menor Fábio dos Santos Lemos, que à época contava com apenas 09 anos de idade”.

A informação sobre o caso bárbaro foi noticiada primeiro pelo Instagram Grupo de Ciências Criminais e então recupertida pelo blog do Movimento Brasil Livre.

Segundo o blog do MBL, o pedófilo e estuprador “matou o ofendido mediante meio cruel, consistente em asfixia, e se valendo de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, haja vista tratar-se de criança, com mínima capacidade de resistência.”

Na reportagem do programa dominical da Rede Globo, Suzy afirmou que não recebia visita na cadeia havia oito anos, como se a razão fosse a sua sexualidade. Foi por esse motivo que Drauzio Varella o abraçou. O motivo de a família não visitar o detento, contudo, é que ela o renegou, dada a enormidade do crime cometido.

Na sentença, uma tia de da homicida afirmou que Suzy “contou como ele fez numa casa com uma criança que ele estuprou em São Paulo, não sei onde”.

“Entrou na casa para roubar, subiu as escadas e a criança estava no quarto deitada, não sei bem e ele entrou, fechou a boca da criança e contou tudo, normal como eu estou contando.”

Via R. Curitiba

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More