quinta-feira, 16 de abril de 2020

URGENTE - Justiça cancela contratação de empresa paulista que ia administrar hospital provisória em Fortaleza

Um advogado, ex-professor da Faculdade Luciano Feijão em Sobral, sozinho fez o que o Ministério Público de Fortaleza não faz. Depois de ter procurado o Ministério Público e a Polícia Federal, Aécio Flávio Palmeira Fernandes decidiu montar a peça, juntou as provas documentais produzidas e entrou com uma ação popular com pedido de liminar.
A justiça concedeu a liminar e cancelou o contrato de 96 milhões de reais entre a prefeitura de Fortaleza e uma empresa paulista. A empresa responde mais de 300 processos por envolvimento em corrupção e apresentava grave risco de lesão ao erário público.

A empresa iria administrar um “hospital” montado provisoriamente no estádio Presidente Varges que vai funcionar por algumas semanas.

Fonte: Wellington Macedo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More