quinta-feira, 2 de julho de 2020

Auditoria indica que 17 mil mortos podem ter recebido auxílio emergencial

Os resultados foram enviados aos ministros do TCU, que irão julgar o relatório.
Uma primeira triagem do Tribunal de Contas da União (TCU) no auxílio emergencial de R$ 600 concedido pelo governo Jair Bolsonaro identificou 17 mil mortos entre os beneficiários. 

A ajuda é paga a informais para ajudar no turbulento período da pandemia do novo coronavírus.

É estimado que ao menos 620 mil pagamentos do auxílio foram feitos indevidamente até abril, no valor total de R$ 427,3 milhões. 

Desse total, os recursos gastos com mortos chegam a R$ 11 milhões, de acordo com auditoria preliminar feita pelos técnicos do TCU, informa o jornalista Julio Wiziack, na Folha.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More