quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Polícia Civil captura nove pessoas e apreende quatro armas em Forquilha

Durante operações de combate aos crimes contra a vida na Região Norte, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) capturou um grupo de nove pessoas, em Forquilha. A maior parte das prisões e apreensões ocorreu nessa terça (18) e quarta-feira (19), por meio de investigadores da Delegacia Municipal de Forquilha com o apoio de equipes da Delegacia Regional de Sobral. Ao todo, quatro armas de fogo, um simulacro de revólver e drogas foram apreendidas pelos agentes de segurança.

Os trabalhos policiais que culminaram na deflagração das operações iniciaram após dois homicídios registrados nos dias 24 e 26 de julho, na cidade que integra a Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14) do Ceará. Os primeiros identificados foram dois adolescentes, ambos de 16 anos, que são investigados pelas mortes de Geovane Gomes da Silva (36), que já respondia por violação de domicílio; e Saulo Winny Lira Sousa (22). Crimes ocorridos no bairro Edmundo Rodrigues, em Forquilha.

Um dos menores, que já possui passagem pela Polícia por porte ilegal de arma de fogo, foi capturado no dia 29 de julho pela Polícia Civil em posse de um revólver calibre 38 e seis munições, que estavam escondidos dentro de um fogão no interior de uma casa. Ainda no imóvel, foram encontradas 21 trouxinhas de maconha e dinheiro.
“Ele confessou que a arma foi a mesma utilizada para cometer os atos infracionais análogos aos crimes de homicídio. No mesmo contexto, ele levou a Polícia Civil até um matagal próximo à cidade de Forquilha, onde havia escondido a motocicleta utilizada nas execuções. O veículo foi roubado no dia 24 pelos mesmos adolescentes”, explica o delegado Ricardo Magalhães, titular da Delegacia Municipal de Forquilha.
O suspeito foi autuado em um Boletim Circunstanciado de Ocorrência (BOC) por tráfico de drogas, roubo e posse irregular de arma de fogo. De posse dos indícios colhidos nas apurações, a Polícia Civil representou junto ao Ministério Público Estado do Ceará (MPCE) pela internação provisória da dupla. Com o deferimento das decisões, os policiais civis seguiram em diligência e apreenderam o outro menor envolvido nos crimes, na segunda-feira, dia 10 de agosto, também em Forquilha. Ele já respondia a um ato infracional por roubo.

Já o primeiro suspeito menor de idade, que havia sido apreendido no dia 29 de julho e já se encontrava em liberdade, foi localizado novamente nessa terça-feira, em um imóvel no bairro Centro. Dessa vez, ele foi capturado por meio da decisão de internação provisória no sistema socioeducativo do Estado, além de materiais encontrados na casa, que configuraram como flagrante.


Operação na terça-feira
Na propriedade, os investigadores encontraram uma mulher, identificada como Raissa Gomes Soares (23). Logo ao adentrar ao local, os policiais civis encontraram duas blusas com o nome da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). Em depoimento, ela afirmou que o adolescente havia levado os trajes até lá, não sabendo origem das fardas. O material foi apreendido e que segue sob apuração da Delegacia Municipal de Forquilha. Em continuidade às buscas, os agentes localizaram o menor alvo do mandado de internação escondido dentro da caixa d’água. Com ele, foram encontradas munições e um aparelho celular.

Seguindo com as diligências no intuito de encontrar uma segunda arma de fogo, que o suspeito confessou ter sido utilizada também nos homicídios, a Polícia Civil chegou a mais duas casas no mesmo município. Um segundo revólver calibre 38, um total de 11 munições, três aparelhos celulares e 84 gramas de maconha foram apreendidos. Outras duas mulheres foram presas, sendo estas identificadas por Gersica Marques Braga (29) e Ingrid Araújo Brito (20). Com elas, foi encontrado um adolescente de 15 anos. Todos foram conduzidos para a Delegacia Regional de Sobral, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo.

O adolescente alvo do mandado de internação e Raissa também responderão pelo artigo 296 do Código Penal Brasileiro por alteração, falsificação ou uso indevido de marcas, logotipos, siglas ou quaisquer outros símbolos utilizados ou identificadores de órgãos ou entidades da Administração Pública. Os dois adolescentes, que responderão a atos infracionais análogos aos crimes de homicídios, são investigados ainda por outras tentativas de execução ocorridas na mesma cidade.

Operação na quarta-feira

Em continuidade à ofensiva em Forquilha, a Polícia Civil prendeu mais duas pessoas envolvidas no mesmo grupo e apreendeu duas armas de fogo, na manhã desta quarta-feira (19). José Walisson Pereira dos Santos (20) e Ronaldo Ricardo Cordeiro (22) foram presos após um cerco a uma residência, no Centro de Forquilha. Ao perceberem a chegada dos policiais civis, a dupla tentou fugir, mas foi rapidamente contida pelos agentes.

Ao verificar os antecedentes da dupla, os investigadores constataram que Walisson já responde por tráfico de drogas, associação criminosa e dano. Já Ronaldo não possuía antecedentes criminais. Com eles, foram encontrados dois revólveres calibre 38 e cinco munições. Dentro do imóvel, foram encontradas 240 gramas de maconha, um simulacro de arma de fogo, dois celulares e material utilizado para embalar droga. A dupla foi conduzida para a Delegacia Regional de Sobral, onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More