sexta-feira, 2 de outubro de 2020

PF indicia Paulinho da Força por caixa dois eleitoral

Paulinho foi alvo da primeira operação da Lava Jato na Justiça Eleitoral em São Paulo em julho do ano passado.

A Polícia Federal (PF) indiciou, nesta sexta-feira (2), o deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade-SP) por caixa dois eleitoral, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Outras duas pessoas também foram indicadas. As penas variam de 3 a 12 anos de prisão.

As investigações tiveram como base a delação premiada de executivos e acionistas do Grupo J&F.

Paulinho teria recebido do grupo R$ 1,7 milhão nas eleições de 2010 e 2012, quando foi candidato deputado federal e a prefeito de São Paulo.

Deste valor, R$ 1,45 milhão teria sido por meio de caixa dois.

De acordo com os delatores, o dinheiro foi entregue em espécie, por doleiros, num comitê do então candidato, em São Paulo, nos anos de 2010 (R$ 750 mil), 2012 (R$ 300 mil) e 2013 (R$ 200 mil), destaca O Globo.

As investigações relacionadas ao deputado foram iniciadas em meados de 2019, logo após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que crimes conexos a campanhas eleitorais deveriam ser apurados pela Justiça Eleitoral.

A decisão da Corte foi tomada por 6 votos a 5. Como os fatos ocorreram fora do exercício do atual mandato, o processo pode ser movido na primeira instância.

(Renovamídia)

1 comentários:

Será que o STF vai deixar ele ser preso ???
Devia ficar na mesma cela ele e o Luladrãoooo

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More