segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Corpos carbonizados são deixados por facções nas ruas de Fortaleza

Fortaleza volta a registrar crimes brutais praticados por bandidos ligados à facções criminosas. No intervalo de três dias, dois corpos carbonizados foram deixados nas ruas da Capital por bandidos. As vítimas dos assassinatos não foram sequer identificadas, em decorrência do alto grau de destruição dos cadáveres pelo fogo.

O primeiro caso ocorreu na manhã da última quarta-feira (28), quando moradores da Rua Artur de Sousa, no bairro Planalto Ayrton Senna, na zona Sul da Capital, se depararam com um cadáver completamente carbonizado. Policiais militares foram acionados para a ocorrência e isolaram o local até a chegada da equipe da Perícia Forense.

O crime está envolvo em mistério. Apavorados diante da violência das facções, os moradores preferiram ficar em silêncio.

Policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciaram investigações.

Mais um

Já na madrugada do último sábado (31) um corpo humano nas mesmas condições do encontrado no Planalto Ayrton Senna, foi localizado por moradores do bairro Canindezinho.

O cadáver foi descoberto em um matagal às margens de um braço do Rio Maranguapinho. A vítima foi totalmente carbonizada, de acordo com os peritos que atenderam à ocorrência.

Os dois corpos estão sendo submetidos a exames de DNA na Perícia Forense para fins de identificação.

(Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More