SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Assassinatos crescem 81 por cento no Ceará, com 3.720 pessoas mortas em 11 meses

Entre janeiro e novembro deste ano, o Ceará registrou 3.720 Crimes Violentos, Letais e Intencionais, isto é, homicídios, latrocínios, feminicídios e casos de lesões corporais seguidas de óbito. Esse índice representa um aumento da ordem de 81.2 por cento de elevação em comparação a igual período de 2019 (com 2.052 casos).

Na Capital, o aumento dos assassinatos foi ainda maior, saltando de 608 casos, em 2019, para 1.141 neste ano, o que representa um aumento de 87.6 por cento.

Na Região Metropolitana de Fortaleza, que engloba os Municípios de Aquiraz, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Paracuru, Paraipaba, Pindoretama, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Trairi, também houve elevação dos índices da criminalidade.

Nos 18 municípios metropolitanos, nada menos que, 1.150 pessoas foram mortas em 11 meses (janeiro a novembro) de 2020. No ano passado, nesta mesma área e em igual período, ocorreram 640 assassinatos. O aumento é de 79.6 por cento.

Interior

Já no interior do estado, foram registrados 1.429 homicídios em 2020, contra 804 do ano passado, um aumento da ordem de 77.7 por cento.

A média mensal de assassinatos no Ceará neste ano está em torno de 338 casos. Já a média/dia fica em 11 crimes de morte à cada 24 horas.

De acordo com os registros de assassinatos no Ceará neste ano, a Área Integrada de Segurança (AIS) que apresentou até agora os maiores índices de assassinatos em todo o estado é a AIS-19, que corresponde ao perímetro do Cariri, onde estão localizados 25 Municípios (Crato, Farias Brito, Altaneira, Nova Olinda, Santana do Cariri, Juazeiro do Norte, Caririaçu, Barbalha, Jardim, Campos Sales, Salitre, Araripe, Potengi, Assaré, Antonina do Norte, Brejo Santo , Aurora, Barro, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Abaiara, Porteiras, Jati e Penaforte).

Nesta área do estado, foram registrados 276 assassinatos em 11 meses de 2020, numa média de 25 casos por mês.

Fortaleza

Na Capital cearense, a Área Integrada de Segurança (AIS) mais violenta neste ano, até agora, é a Nove (AIS-9), que abrange 11 bairros (Conjunto Esperança, Canindezinho, Vila Manoel Sátiro, Presidente Vargas, Parque São José, Maraponga, Jardim Cearense, Parque Santa Rosa, Mondubim, Planalto Ayrton Senna e Conjunto José Walter).

Na AIS-9, foram registrados neste ano, 276 homicídios, com uma média de 25 crimes/mês.

Zona Metropolitana

E na Região Metropolitana de Fortaleza a AIS com maiores índices de assassinatos neste ano é a de número 11, a AIS-11, cujo perímetro abrange os Municípios litorâneos de Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante e Trairi, além de São Luís do Curu (que não possui praias).

Na AIS-11 foi registrado a maior taxa geral de homicídios no estado, com 411 pessoas assassinados em 11 meses, numa média de 37 homicídios por mês.

Esses índices na RMF são “puxados” pelo Município de Caucaia, que neste ano tornou-se o segundo mais violento do estado, perdendo apenas para a Capital. Ali, cerca de 360 pessoas já foram assassinadas em 2020.

(Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More