SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Você tem Nomofobia? O vício em celular que pode prejudicar sua saúde

Hoje em dia a tecnologia aproxima quem está longe e distancia quem está perto, concorda? É com essa reflexão que quero trazer pra você nesse artigo um pouco sobre a Nomofobia, ou seja, o uso abusivo em celular. Você pode ter e não sabe.

No trânsito, um em cada quatro acidentes acontece devido ao uso do celular, e quando você está no volante com o celular na mão, a sua atenção cai pela metade, acredite!

Esse aparelhinho que você tem em mãos, que nos quebra um galho, parece inofensivo, mas é não. O uso abusivo do celular é tão perigoso quanto à droga ou álcool. O celular hoje é tratado como um amigo, responde nossas perguntas, joga com a gente, tira fotos, nos faz companhia… É uma poderosa ferramenta contra a solidão, né não?

São cerca de 170 milhões de pessoas com celulares no Brasil e 89% das pessoas se comunicam através do WhatsApp, muito, não?! O problema é que para muita gente, esse relacionamento pessoas e celular, passou dos limites.

Reflita:

. Quanto tempo você fica no celular por dia?

. Quanto tempo você passa olhando redes sociais?

. O que você agregou depois desse tempo no celular?

O vício em celular é semelhante ao de alguém com vícios em drogas ou comida. No Rio de Janeiro existe inclusive um Instituto chamado “Instituto Delete” que recebe pacientes e tratam cada situação como uma patologia.

Os pacientes entram em pânico, quando ficam sem o aparelho. A dependência atrapalha as atividades no dia a dia. E as pessoas chegam a ter a vida destruída pelo vício de celular.

Em cima dessas situações, o Instituto Delete conseguiu identificar três estágios. Avalie se você está exagerando ou não:

. Uso consciente

. Uso abusivo

. Uso abusivo dependente

Qual o seu estágio atual? Quanto maior for o tempo que qualquer pessoa fica se desenvolvido com uma tela, menos ela terá capacidade de desenvolver a linguagem. No ambiente corporativo, gestores têm desligados funcionários devido esse problema de se concentrar mais no celular do que no trabalho. O malefício é que algumas pessoas se sentem mais confiantes por trás do celular do que pessoalmente.

Cuidado para não entrar no caminho do vício, aproveite mais a vida, aproveite mais quem está próximo de você e se policie para não chegar no uso abusivo ou dependente. E quando você começar a perceber que as pessoas à sua volta começam a falar “desliga o celular”, “solta o celular”, não necessariamente são chatas; elas só estão indicando que talvez aquele uso que você está fazendo, seja excessivo. Fica a dica.

Desejo toda sorte de bênçãos pra vocês! Um forte abraço e até a próxima quarta, por aqui, por meio da Coluna “Gestão, Carreira & Negócios”.

Até lá!

Por Saulo Henrique

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More