SOBRAL RASTREADORES - (88) 99975.7272 / 99299.9212

sábado, 12 de junho de 2021

Líder da maior milícia do Rio é morto em operação da Polícia Civil

O miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko, morreu após ser baleado durante uma operação da Polícia Civil para capturá-lo, na manhã deste sábado (12). Chefe da Liga da Justiça, maior milícia do estado do Rio, Ecko estava na casa de parentes na comunidade das Três Pontes, no bairro de Paciência, na Zona Oeste do Rio. A região era um dos seus redutos.

O miliciano foi encontrado após quase seis meses de investigação. A inteligência da polícia apurou que a visita de Ecko à família, neste dia 12 de junho, seria a ocasião ideal para efetuar a prisão, na articulação que foi batizada de Operação Dia dos Namorados.


QUEM É ECKO

Wellington da Silva Braga, de 34 anos, era chefe da quadrilha que domina grande parte da Zona Oeste do Rio e alguns pontos da Baixada Fluminense. A Liga da Justiça explora diversas atividades em favelas, como o monopólio da venda de gás de cozinha e água, além do fornecimento de serviços de internet e sinal pirata de TV. O grupo também costuma cobrar a chamada “taxa de segurança” de moradores e pequenos comerciantes.

A milícia ainda explora o transporte alternativo de vans, kombis e mototáxis nas regiões de domínio, além de atuar no contrabando de produtos como cigarro e bebida. Para dar ‘legalidade’ ao negócio, a quadrilha usava empresas, como farmácias, para lavar o dinheiro.

A extensa ficha criminal de Ecko inclui homicídio, formação de quadrilha e extorsão, entre outros delitos.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More