quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Cearenses buscam vida melhor no Sudeste

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), o Rio de Janeiro ocupa o 14º lugar dos estados que mais recebem migrantes no país.

A busca por especialização e o desejo de conquistar uma vida melhor são os motivos mais citados por cearenses que desembarcam da terra natal para a cidade maravilhosa. Em 2018, foi lançada a 3ª edição da revista “A presença do Migrante no Rio de Janeiro’, que conta relatos de pessoas que mudaram de vida, sendo para condições melhores ou piores. Afinal, desafiar a comodidade do lar para o desconsolo de uma nova identidade visual não é fácil, exige força de vontade.

Vida noturna, gírias e protagonismo da própria história, é assim que Valéria Santos (22) define a vida no Rio de Janeiro. Confira na entrevista concedida pela sobralense para o Sistema de Comunicação Paraíso.

No Morro do Corcovado, várias histórias se misturam dando lugar a acolhida, disputa por espaço, busca e vontade de uma nova vida. Apesar da dedicação, nem toda história tem um final feliz. Juscelino Sousa, residente em Senador Sá, explica a realidade que ele enfrentou no Sudeste e que muitas outras pessoas podem vivenciar “Lá os salários são bons se comparados aqui, mas o dinheiro não dá para o tanto de despesa que precisa lá. Então resolvi voltar para o Ceará.”

A identidade nordestina também dá lugar a diferentes comportamentos, como por exemplo, a Xenofobia. A diferença de classes, pronúncia e conhecimento de mundo também é um dos muitos motivos que fazem os viajantes desistirem ou persistirem nesta empreitada. Afinal de contas, o nordestino tem sotaque, costumes e objetivos diferentes, mas nessa hora, o coração valente do cearense dá lugar a um sorriso de braveza seguido de um “Ai dento”, expressão que pejorativamente desconversa.

A gíria ficou muito conhecida quando o candidato a presidência, Ciro Gomes, estava concedendo uma entrevista à imprensa e uma pessoa no meio da multidão grita o nome do atual presidente do Brasil. Ciro também é uma figura cearense, embora nascido em Pindamonhangaba, que buscou uma nova perspectiva de vida, nesse caso por meio da veia política, com sua candidatura.

Aliás, o Ceará tem muitos filhos espalhados pelo país, como o cantor Fagner e o ator Jesuíta Barbosa. A terra da luz brilha no Brasil inteiro.
Fonte: Ana Karine / Sistema Paraíso
Foto Airton Melo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More