DETETIVE PARTICULAR - NÃO FIQUE NA DÚVIDA! (88) 98120.0376

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

Franci Rocha, do MDB, é eleito prefeito de Viçosa do Ceará em eleição suplementar

Franci Rocha, do MDB, foi eleito, neste domingo (5), prefeito do município de Viçosa do Ceará, no interior do estado, em eleição suplementar. Ele recebeu 52,56% dos votos válidos e derrotou o candidato Divaldo Soares, do PSD, que recebeu 47,44% dos votos.

Ao todo, 35.634 pessoas votaram no município, dos quais 17.945 foram para o prefeito eleito, 16.197 para a oponente. Dos votos totais, 2,578% optaram pelo voto nulo e 1,41% em branco.

Franci Rocha venceu a eleição em um partido com chapa pura, sem mais nenhuma legenda de apoio. Ele tem 53 anos, é casado, tem ensino fundamental incompleto e declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ser comerciante. O prefeito eleito tem um patrimônio declarado de R$ 867.581,90.


O vice é Shill, do MDB, que tem 50 anos.

Eleitores das cidades cearenses de Barro e Viçosa do Ceará voltaram às urnas neste domingo (5) para eleger novos prefeitos e vices. Os dois municípios tiveram prefeitos cassados e precisavam definir novos gestores.

O horário de votação foi o mesmo das Eleições 2020, das 7h às 17h; a faixa das 7h às 10h é destinada, preferencialmente, às pessoas acima de 60 anos e de outros grupos de risco.

Puderam votar nas eleições suplementares quem solicitou alistamento, transferência ou revisão até o dia 7 de julho de 2021 (151 dias antes da eleição).

Com total de 43.774 eleitores aptos a votar, Viçosa funcionará com 146 seções eleitorais distribuídas em 56 locais de votação. Trabalharão no pleito aproximadamente 670 pessoas, incluídas(os) mesárias(os), auxiliares de eleição, delegadas(os) de prédio, terceirizadas(os), servidoras(es) do cartório e de outras unidades do TRE-CE.


Prefeito cassado

O TRE manteve, no dia 8 de fevereiro deste ano, a cassação do prefeito eleito de Viçosa do Ceará, José Firmino (MDB), e do vice, Marcelo Ferreira Moreira (MDB), por abuso de poder político e conduta vedada nas Eleições 2020.

Após a decisão do TRE, foi deferida liminar pelo Tribunal Superior Eleitoral para manter o prefeito no cargo até o julgamento do recurso pelo próprio TSE. Na sessão do último dia 5 de outubro, a Corte Superior manteve a cassação e determinou a realização imediata de nova eleição.

Fonte: G1/CE

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More