DETETIVE PARTICULAR - NÃO FIQUE NA DÚVIDA! (88) 98120.0376

terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Preço de máscaras volta a subir em Sobral

A preocupação com um possível surto de gripe e a persistência de casos de covid-19 têm feito mais pessoas buscarem pelo produto, que tem tido alta e pode até faltar, segundo balconista de farmácia.

No final da noite dessa segunda-feira (3), a babá Thalita dos Santos buscou atendimento médico na UPA 24h, no bairro Dom Expedito. A jovem sentia fortes dores abdominais. Ao chegar ao local, não se surpreendeu, apenas, com a quantidade de pessoas à espera de consulta médica, mas também, porque muitos pacientes tossiam no local de espera da triagem. Com receio de ser acometida de gripe, Thalita pediu para ficar num local mais isolado da UPA. “Eu fiquei em um canto de parede, mais afastado das pessoas, com muito medo, porque sei que essa gripe tem sido muito forte; e como cuido de uma criança, minha preocupação aumentou”, disse a jovem que, só deixou a Unidade, por volta de 3h30, já da madrugada de hoje, terça-feira (4).

Para se sentir mais protegida, pela manhã, Thalita resolveu renovar o estoque de máscaras e comprou 25 delas, ao valor de R$ 21,90, a caixa, numa loja de cosméticos. “É daquelas branquinhas, mais simples, com 3 camadas. Não tive tempo de pesquisar, mas sei que poderia te encontrado mais barata, se tentasse. Subiu muito de preço, desde a última compra”, revelou.

O estudante Sabino Loiola Melo Neto também acrescentou às compras uma nova caixa de máscaras. O produto foi comprado numa farmácia, ao preço de R$ 25,00, o pacote com 10 unidades. “Eu acho caro; pois já cheguei a comprar uma caixa com 50 máscaras ao valor de R$ 20,00, na mesma farmácia, não faz nem um mês”, disse o estudante, que garantiu que irá voltar a pesquisar valores, antes de optar pela compra.

O Poder Público, em Sobral, segue orientando as pessoas a utilizarem máscaras ao sair de casa. Elas têm sido cobradas na entrada de qualquer estabelecimento, assim como a utilização de álcool em gel. Por meio do decreto n°. 1231, de 27 de dezembro de 2021, desde a segunda-feira (3), também tem sido obrigatório o uso do passaporte de vacinação em academias, hotéis e pousadas do município. O objetivo é manter a estabilidade e até uma queda dos dados epidemiológicos relativos à Covid-19.

Numa rápida pesquisa feita pelo produtor de reportagens do Sistema de Comunicação Paraíso, Nildo Nascimento, os preços variam muito de uma farmácia à outra. Na Farmácia O Rodolfo, por exemplo, a caixa com 50 unidades (de 3 camadas) custa R$ 29,00; na Extrafarma, dependendo do material utilizado na confecção do produto, a caixa com 50 unidades custa, em média, de 35 a R$ 72,00. A Farmácia O Hélio cobra R$ 20, por 50 unidades; O valor cobrado, pelo mesmo produto, na Farmácia Fernandes, é de R$ 24,00.

A pesquisa também ouviu vendedores da Farmácia São Lucas. Por lá, os preços também podem variar de 15 a R$ 20,00, pela mesma caixa com 50 unidades. Segundo Geovane Canafístula, balconista do estabelecimento, “esse valor tende a aumentar, já que recebemos um comunicado de uma das indústrias do setor, que já estaria faltando insumos para a fabricação de máscaras. Isso se deve à preocupação sobre a nova situação da covid-19, que parece retornar com força total”, reforça.

Por Marcelino Jr / Sistema Paraíso

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More