sábado, 8 de janeiro de 2022

Twitter "barra" conta da mãe de jovem que morreu após vacina

Nesta sexta-feira (7), o Twitter decidiu suspender a conta de Arlene Ferrari Graf, mãe do jovem Bruno Graf, de 28 anos, que morreu após ter tomado a vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca. Ela tinha cerca de 30 mil seguidores em sua conta.

Ao jornal Gazeta do Povo, Arlene Ferrari afirmou que a rede social não deu nenhuma justificativa para suspender a conta.

– Nem sei o que fazer agora. Estou muito chateada. Sempre tomei muito cuidado com minhas postagens. Ultimamente fazia apenas um post por dia justamente porque tinha medo de perder minha conta – apontou.

A mulher disse também que está sendo vítima de perseguição.

– Estão me perseguindo. Querem me cansar. Não tenho dúvidas de que seja a esquerda me denunciando. Estão fazendo igual com o Fiuza – destacou.

O jornal procurou o Twitter que informou que a decisão foi tomada porque violou a “política de informações enganosas de Covid-19”.

De acordo com um boletim epidemiológico da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), da Secretaria Estadual da Saúde, uma investigação promovida por equipes de imunização constatou que Bruno Graf morreu após “um quadro de trombose de sistema nervoso central com plaquetopenia associada”. (Pleno News)

1 comentários:

a vigilancia sanitaria de RS constatou o motivo do óbito como decorrência da vacina, por isso estão censurando ela

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More