terça-feira, 22 de março de 2022

PM baleado pelo filho tem estado clínico regular e sangramento no pulmão

O policial militar reformado de Patos, na Paraíba, que foi atingido com um disparo feito pelo próprio filho menor de idade, tem quadro clínico regular, mas inspira cuidados da equipe médica porque apresenta um sangramento no pulmão. A informação foi repassada em boletim nesta terça-feira (22).

Segundo o médico intensivista do Hospital de Trauma de Campina Grande, Marcelo Henrique, o paciente tem bom quadro neurológico. A única preocupação, diz, é com um sangramento dentro do tórax.

O atual estado do PM impossibilita a equipe estimar uma data para alta da área vermelha, onde está internado.

Marcelo Henrique ponderou ser prematuro afirmar que o paciente irá ter alguma sequela. Conforme o médico, o PM apresenta "fraqueza nas pernas".

"Às vezes acontece de ter apenas uma contusão no local, apenas um ferimento local que o corpo pode recuperar. E a gente tem que aguardar. Nesse momento ele tem uma fraqueza nas pernas mas a gente não pode dizer que é permanente", disse ao O Globo.
PARAPLÉGICO

Antes disso, o médico-cirurgião Caio Guimarães afirmou que o policial está paraplégico. "Ele está sem entubação, consciente e orientado. Está paraplégico, sem sentir as pernas, mas está estável. Ele vai ser avaliado dia a dia para dizer alguma coisa a mais".

O adolescente de 13 anos matou a tiros a mãe e o irmão mais novo, de 7 anos, no último sábado (19) após discussão sobre notas baixas que o jovem estaria levando na escola.

Segundo a Polícia, a cobrança para tirar boas notas na escola e a proibição de jogar games online motivaram o crime. Ele usou uma arma pertencente ao pai para assassinar a mãe e o irmão e confessou a autoria.

(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More