sexta-feira, 29 de abril de 2022

Médico é preso em flagrante pela Polícia Civil com arsenal escondido em casa no Crato

Um médico, de 72 anos, foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (29), por posse irregular de arma, após a Polícia Civil encontrar um arsenal escondido na residência dele, no bairro Granjeiro, em Crato, Região do Cariri. No imóvel, os agentes apreenderam seis armas de fogo, mais de 200 munições e um silenciador.

Francisco Antônio de Alcantara e Silva é investigado por supostamente ameaçar uma servidora pública municipal, em março deste ano. Segundo informações da Polícia, ele teria ido à sede da Secretaria de Finanças do município para negociar uma dívida, de R$ 16 mil, relativa a débitos de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Ao tomar conhecimento sobre o valor, o profissional de saúde teria ficado alterado e constrangeu a vítima, exigindo que fossem retirados os juros, as multas, uma ação de execução fiscal em andamento e que o nome fosse retirado do Sistema de Proteção ao Crédito (SPC). Em seguida, o suspeito levantou a blusa e mostrou estar armado.

Após o ocorrido, a servidora e os demais funcionários que presenciaram os fatos compareceram à Delegacia Regional do Crato, onde registaram o caso. A Polícia Civil passou a investigar o caso e representou pelo mandado de busca e apreensão, resultando na apreensão do arsenal.

Ao executarem a medida, na manhã desta sexta-feira, os agentes de segurança se depararam com material bélico, que não possuía registro, escondido na residência de Francisco Antônio de Alcantara. Ao todo, os policiais apreenderam dois revólveres calibre 38, quatro espingardas — sendo duas cal. 22, uma cal. 38 e uma cal. 44 —, além de 234 munições de calibres variados e um silenciador.

Diante do flagrante, o homem foi conduzido à sede da Delegacia Regional do Crato, onde foi autuado por posse irregular de arma de fogo. As apurações contra o suspeito seguem em andamento., conforme a Polícia Civil.
Denúncia

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais na região. As denúncias podem ser feitas para o número (88) 3102-1285, da Delegacia Regional do Crato.

As informações também podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More