ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

sábado, 25 de junho de 2022

Aos 78 anos, avó do interior do Ceará realiza sonho de ter sua 1ª boneca

Aos 78 anos, a aposentada Maria do Socorro Albuquerque conseguiu realizar o sonho de ter sua primeira boneca. A idosa foi presenteada em seu aniversário pelo neto, Júlio Cesar, de 23 anos, que compartilhou o momento emocionante nas redes sociais no último dia 12 de junho.

Natural de Jijoca de Jericoacoara, no Ceará, Maria carregava o desejo de ter o brinquedo desde menina. Quando criança, a aposentada começou a trabalhar na roça com os pais e, segundo a família, não teve "tempo" para aproveitar a infância.

Em entrevista ao O POVO, o neto de Maria do Socorro contou que, quando pequena, a avó aprendeu a fazer bonecas com retalhos de pano e espigas de milho. Mas o sonho de ganhar uma boneca "de verdade" continuou sem se realizar.

Já adulta, aós se tornar mãe, a brincadeira de criança virou uma forma de garantir o sustento da família por meio da costura.

Já na fase adulta da vida e com melhores condições financeiras, o impedimento para concretizar o sonho foi outro. Na época, a mulher temia o julgamento de outras pessoas. Foi quando, já idosa, a costureira começou a expressar o sonho de menina.

"Ela começou a aprender a costurar já adulta produzindo as roupinhas de boneca para outras meninas que tinham o brinquedo, mesmo sem ter a dela. Mas o desejo em si de ter uma boneca pra ela foi ficando recalcado, escondido. E agora já na fase idosa, ela revelou esse sonho", detalhou Júlio.

Segundo o neto, Maria se sentia sozinha e imaginava que o fato de ter uma boneca tornaria vivo o "instinto materno" dentro dela. Com a chegada do seu aniversário neste ano, Júlio decidiu que iria realizar o sonho da avó, e procurou a boneca parecida com que a aposentada falava.

"Ela está muito envolvida com tudo isso. Hoje ela já fez roupas, tiaras, sapatinhos de pano para a boneca, e já deu o nome de 'Princesa'", revelou o neto de Maria, que afirmou não esparar que o momento tivesse tanta repercussão na internet.

"De início eu não tinha intenção de compartilhar, com a emoção dela eu resolvi registrar para mandar no grupo da família, mas não esperava a repercussão que teve. Eu acho que se deu pelo fato de muitas pessoas se identificarem pela questão dos pequenos sonhos e alegrias", concluiu.

(O Povo)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More