ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

quinta-feira, 24 de novembro de 2022

Secretaria penitenciária diz que Roberto Jefferson apresenta “discreta” anemia

Relatório do médico particular diz que ex-deputado deve ser internado para investigar a extensão das neoplasias em vários órgãos

Em resposta ao pedido do ministro do do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes sobre o estado de saúde de Roberto Jefferson (PTB), preso desde o dia 24 de outubro, a Subsecretaria de Tratamento Penitenciário do Rio de Janeiro informou que o ex-deputado apresenta apenas uma discreta anemia.

O documento diz que Jefferson realizou exames laboratoriais básicos no dia 18 após se queixar de desmaio e febre. Dentre os procedimentos, realizados no Pronto Socorro Geral Hamilton Agostinho (PSGHA), também foram feitos exames marcadores de evolução de uma possível recidiva dos cânceres já tratados anteriormente.

“Cumpre reiterar que esta Secretaria de Estado de Administração Penitenciária atualmente dispõe de uma Unidade de Pronto Atendimento destinada à prestação de atendimento médico de emergência destinada à população privada de liberdade do sistema prisional fluminense, localizada no Complexo Penintenciário de Gericinó, em Bangu/RJ“, declara Lúcio Flavio Correia Alves, subsecretário de Reintegração Social.

Diferente do laudo do PSGHA, o relatório médico particular anexado ao pedido da defesa de Roberto Jefferson para que deixe a prisão e seja encaminhado ao Hospital Samaritano Barra, alega que após exames a impressão diagnóstica foi de colangite, perda de peso, infecção por fungos, inchaço nos membros inferiores e anemia, com suspeita de recidiva tumoral.

“O paciente necessita urgentementeser internado“, justifica o laudo médico.

Assinado pelo médico Antônio Talvane Torres de Oliveira, o laudo particular elenca 13 exames radiológicos, além dos exames de sangue, que seria necessários para um diagnóstico sobre o estado de saúde de Jefferson.

Dos exames solicitados pelo médico particular do ex-deputado, a Subsecretaria de Tratamento Penitenciário informou que três deles estão disponíveis no sistema prisional.

(Terra Brasil Noticias)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More