terça-feira, 20 de dezembro de 2022

EXTRA: Indígena de 17 anos que estava acampado no QG do Exército desaparece

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) apura o desaparecimento de um indígena, de 17 anos, da tribo Xavante, desaparecido há 10 dias. Dirceu Tsai’Ré Tsõreró desembarcou na capital federal, em 2 de dezembro, na companhia de outros integrantes da tribo vindos de Primavera do Leste, em Mato Grosso.

Todos estavam ocupando tendas e barracas erguidas no acampamento, em frente ao QG do Exército. O indígena adolescente sumiu na tarde do dia 9 de dezembro, após ir com um grupo até um supermercado, no Cruzeiro, para comprar mantimentos.

Segundo um dos integrantes do acampamento do QG, a ocorrência policial já foi registrada. “Quando o grupo voltou do mercado, a ausência de Dirceu foi notada e ninguém soube dizer onde ele poderia estar. Todos da tribo que estão no QG procuraram por ele, mas não conseguiram encontrar. Esse desaparecimento já tem 10 dias”, explicou Leonardo Portela, que está ajudando nas buscas.

Dirceu não fala português e consegue entender poucas palavras. Ele fala apenas o dialeto nativo de sua tribo. Parentes mais próximos do indígena vieram do Mato Grosso para tentar localizar o adolescente. O caso é apurado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Metropoles

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More