terça-feira, 13 de dezembro de 2022

PM morre em confronto com bandidos no RJ no dia do aniversário do filho

Um soldado da Polícia Militar morreu na manhã deste domingo após ser baleado em um confronto com criminosos na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com equipe do 18º BPM (Jacarepaguá), a unidade recebeu informações de que criminosos da Comunidade do Tirol estariam reunidos na Rua Timboaçu, próximo a comunidade, e por isso se dirigiram ao loca.

Ao chegarem, eles teriam sido atacados a tiros por criminosos armados e houve confronto. O soldado Caio Cezar Lamas Cordeiro foi atingido no braço e no pescoço e socorrido ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar lamentou a morte do soldado. Lamas Cordeiro tinha 31 anos, ingressou na Corporação em outubro de 2018 e era lotado no 18ºBPM. Ele deixa esposa e filhos. Uma das crianças completa dez anos neste domingo. De plantão na madrugada, o agente comentou em uma postagem da mulher, que parabenizava a criança.
O Instituto Fogo Cruzado mapeou 136 agentes de segurança baleados na Região Metropolitana do Rio, até a última terça-feira. Destes, 101 eram policiais militares. Com o caso de Lamas Cordeiro, o número de profissionais mortos sobe para 66. O último mês também foi violento para as forças de segurança. Dois agentes morreram no início de novembro durante uma operação no Complexo da Mangueirinha, em Caxias. Eles foram surpreendidos por criminosos com tiros em um dos acessos à comunidade. No fim do mês, um PM teve o carro descaracterizado alvejado por tiros. Ele estava próximo a estação de trem de Vigário Geral, na Zona Norte. Há ainda registros de profissionais que morreram fora do horário de trabalho, como o sargento da reserva Marcelo Galvão Sampaio, que se envolveu em uma discussão no trânsito.

O Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More