quinta-feira, 19 de janeiro de 2023

Cinco pessoas roubam avião na Argentina e morrem na queda da aeronave

Com os destroços da aeronave, autoridades encontraram uma arma, dinheiro e um boné do clube de futebol paraguaio Cerro Porteño.
Cinco pessoas que haviam roubado um avião de um hangar na província argentina de Chaco morreram, nesta quarta-feira (18), na queda e incêndio da aeronave, onde foram encontrados uma arma, dinheiro e um boné do clube de futebol paraguaio Cerro Porteño.

A aeronave, um Cessna 206, caiu pouco depois de decolar, a sete quilômetros de Villa Angela, perto da fronteira com o Paraguai.

“Se caísse na cidade seria uma tragédia”, disse à imprensa local o promotor Sergio Ríos, responsável pela investigação do acidente.

No local, encontraram uma pistola calibre 9mm, dinheiro em guaranis (moeda paraguaia) e um boné do Cerro Porteño, o que sugere aos investigadores que os criminosos possam ser paraguaios.

“Já nos comunicamos com a Junta de Investigação de Acidentes de Aviação Civil (Jiaac) e protegemos o local, exceto pela retirada dos corpos”, explicou o promotor à rádio argentina LT7.

Ríos alertou que a identificação das vítimas será difícil porque o avião pegou fogo no acidente.

Dois trabalhadores rurais testemunharam a aeronave perdendo altura, desabando e pegando fogo, e então chamaram a polícia, relatou o jornal “Norte de Chaco”.

“Explicaram-me que o avião tem um sistema de travamento que fica oculto, e quando decolaram se esqueceram de abrir essa ‘válvula’ e ficaram sem gasolina. Nem todos sabem onde fica essa passagem de combustível”, afirmou Ríos.

O monomotor de cinco lugares, que foi roubado na madrugada de quarta-feira, pertencia a um empresário agropecuário da área que havia comprado a aeronave recentemente. O promotor estimou seu custo em US$ 1,55 milhão.

No avião, foi encontrado também um telefone via satélite, o que indicaria “certa organização”. Também segundo o promotor, o grupo “contava com uma logística muito significativa”, já que conseguiu burlar uma série de alarmes “altamente sofisticados” para realizar o roubo.

(G1)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More