terça-feira, 17 de janeiro de 2023

Militar preso por financiar atos foi rastreado via Pix

O subtenente do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro Roberto Henrique de Souza Júnior (foto), de 52 anos, preso nesta segunda-feira (16), suspeito de organizar e financiar bloqueios nas rodovias em Campos dos Goytacazes (RJ) após o resultado das eleições, foi localizado pela Polícia Federal através da chave Pix.

De acordo com as investigações, o subtenente teria realizado transferências de valores. Entretanto, a PF acredita que o bombeiro militar não seja a ponta do esquema, mas um “laranja”.

De acordo com informações do Portal da Transferência, o salário bruto do subtenente é de R$ 16,432.04.

Na manhã de hoje, a Polícia Federal deflagrou a Operação Ulysses, que mira suspeitos de ligação com atos após os segundo turno das eleições, incluindo os do último dia 8, quando extremistas invadiram as sedes dos Três Poderes.

A investigação foi aberta com objetivo de identificar pessoas que lideraram bloqueios em rodovias em Campos dos Goytacazes (RJ), organizaram manifestações em frente a quartéis do Exército na cidade fluminense e financiaram os atos que ocorreram em Brasília.

(Terra Brasil Noticias)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More