CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Ministro anuncia novo plano nacional de segurança

O trabalho é realizado em parceria com as secretarias estaduais de segurança.

O Ministério da Justiça pretende lançar, na próxima quarta-feira (19), um novo plano nacional para combater a criminalidade e o alto índice de homicídios no país. A informação foi dada nesta segunda-feira (17) pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, no Rio de Janeiro, após a posse do novo secretário de Segurança do estado, o delegado da Polícia Federal Roberto Sá. Até então subsecretário de Planejamento e Integração Operacional, Sá assume no lugar de José Mariano Beltrame, que pediu demissão há uma semana.

O plano está em elaboração em parceria com as secretarias estaduais de Segurança Pública e quatro procuradorias-gerais de Justiça. De acordo com Moraes, o plano nacional de segurança coordenado pelo Ministério da Justiça foi submetido aos secretários nacionais de Segurança e vem sendo discutido desde maio. O programa compreenderá ações para combater homicídios e o que o ministro chamou de "criminalidade organizada", incluindo o enfrentamento ao tráfico de drogas e de armas no país.

Segundo o ministro, o plano é resultado de um vasto mapeamento de crimes no último ano. Nos próximos dias, a minuta do plano será apresentada aos próprios secretários, aos procuradores de Justiça e ao Ministério Público Federal para ajustes finais, antes da assinatura de protocolos de adesão. "Vamos apresentar o plano para que possamos dar uma resposta efetiva, coordenada", afirmou Moraes. "Não é possível que o Brasil continue a conviver com 50 mil homicídios por ano", disse.

Fonte: Agência Brasil

4 comentários:

deveriam tomar como exemplo as ações executadas que presidente da Indonésia JOKO WIDODO vem fazendo em seu país. Aquele sim é um verdadeiro presidente que se preocupa com a população de bem no geral e as futuras gerações. Dane-se o tal direitos humanos que atuam na defesa de humanos que não são direitos.

qualquer plano de segurança que não feixe as fronteiras com os países produtores de drogas, além do contrabando de armas. será fadado ao fracasso... se não feixar as fronteiras, será uma luta perdida, inocentes mortos, polícia sacrificada. bota o exercito, PRF e PF na fronteira. corta o mal pela raíz. pode não acabar de vez, mais diminui muito a entrada de drogas. é muito melhor do que uns aí defender a liberação das drogas, que no caso aumentaria a violência.

Parabéns ao primeiro comentário👍👍👍👍👍

temos que soltar aqueles presos que roubaram para comer, e colocar penas duras encima deste bandidos que querem levar vidas boa sem trabalhar. é 10 anos, e´20 anos é 30 anos, pois fazer comprir á péna completa, sem essá de regalias de saidinhas para natal, dia das mães, dia dos finados , e ai vai.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More