quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Jovem ganha na Justiça direito de ficar afastada dos pais obcecados

Aubrey com o pai, que quer que a filha devolva os R$ 215 mil gastos com os estudos dela

Uma estudante de música e teatro conseguiu na Justiça de Cincinnati (EUA) que os pais fiquem afastados dela até 23 de setembro de 2013. 

Aubrey Ireland, de 21 anos, era monitorada noite e dia pelos pais, David e Julie Ireland. Eles chegaram a instalar um software no laptop e no telefone celular da filha para acompanhar cada passo dado por ela. Tudo para garantir que ela não se desviasse do caminho da música. 

David e Julie acusavam a filha de ter comportamento promíscuo, usar drogas e apresentar problemas mentais. A mãe chegou a agredir fisicamente a estudante.

"Era como se eu fosse um cão com uma coleira", desabafou Aubrey, de acordo com reportagem do "Daily Mail".

Esgotada, Aubrey procurou a polícia e fez a denúncia. O conservatório chegou a contratar seguranças para manter os pais da jovem distantes.

Os pais agora não têm que manter afastados de Aubrey em um raio de mais de 150 metros.



PNF

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More