ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

terça-feira, 30 de abril de 2019

Embaixador da Venezuela na ONU diz que "golpe fracassou"

O embaixador lembrou que atores internacionais como a União Europeia avisaram anteriormente que não apoiariam uma invasão militar americana.

O embaixador da Venezuela nas Nações Unidas em Genebra, Jorge Valero, afirmou que a tentativa de golpe liderada por Juan Guaidó e Leopoldo López nesta terça-feira (30) fracassou.

Valero ainda apontou os Estados Unidos como instigador da ação, que, segundo ele, foi derrocada por contar com apenas algumas dezenas de soldados, "alguns deles enganados".

O embaixador da Venezuela nas Nações Unidas em Genebra, Jorge Valero, afirmou que a tentativa de golpe liderada por Juan Guaidó e Leopoldo López nesta terça-feira (30) fracassou.

Valero ainda apontou os Estados Unidos como instigador da ação, que, segundo ele, foi derrocada por contar com apenas algumas dezenas de soldados, "alguns deles enganados".

"Os Estados Unidos usaram a CIA para comprar militares do alto comando e fracassou. Só conseguiram recrutar pequenos núcleos militares de baixa hierarquia, que não têm nenhuma incidência na estrutura de comando", disse o embaixador após uma reunião no Clube da Imprensa Suíça.

"O que o império americano e os seus fantoches domésticos querem é que haja um banho de sangue", completou.

Valero por diversas vezes se referiu ao chefe da Assembleia Nacional da Venezuela e autoproclamado presidente do país, Juan Guaidó, como alguém controlado pelos EUA. O embaixador lembrou que atores internacionais como a União Europeia avisaram anteriormente que não apoiariam uma invasão militar americana.

"O fantoche que (os EUA) tentaram impor não consguiu convocar a vontade nacional, e hoje posso garantir que a democracia venezuelana luz robustamente constituída", afirmou o diplomata, que acusa Guaidó de crime de lesa pátria.

"A lei atuará. A Constituição será rigorosamente aplicada, respeitando os direitos humanos, mas obviamente que um ato de insurreição como este, um golpe de Estado, tem que receber o peso da lei", salientou.

Valero afirmou à Agência Efe que hoje foi enviado um comunicado a todas as missões diplomáticas em Genebra para convidar a comunidade internacional a "repudiar este ato criminoso terrorista e respaldar a democracia venezuelana".

Durante o mesmo evento, o embaixador de Cuba em Genebra, Pedro Luis Pedroso, reafirmou que o golpe de Estado foi uma tentativa fracassada e que já está sob controle.

"Não podia ser de outra maneira, porque a imensidão da força armada venezuelana reiterou o apoio ao Governo legítimo e à constituição da Venezuela", destacou Pedroso.

(R7)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More