ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Neymar depõe em delegacia no Rio e agradece apoio: "Me senti muito amado"

O jogador Neymar prestou depoimento por cerca de uma 1 hora e 40 minutos em uma delegacia da Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio. O jogador foi chamado para prestar esclarecimentos no inquérito sobre a divulgação de imagens íntimas da modelo Najila Trindade, após ela o acusar de estupro – Neymar nega.

A investigação sobre o crime de estupro é feita por uma delegacia de São Paulo, onde Najila fez o registro.

Neymar não respondeu a perguntas de jornalistas, mas agradeceu pelas manifestações de apoio que tem recebido.

"Só quero agradecer todo apoio, a mensagem que todo mundo mandou, meus amigos, fãs, todo mundo que está acompanhando. Só agradecer, obrigado pelo carinho, e dizer que me senti muito amado, então é só agradecer o carinho de todos", disse ao deixar a delegacia, por volta das 20h45.

A advogada do jogador, Maíra Fernandes, disse que o "processo é sigiloso", mas que Neymar prestou os esclarecimentos necessários.

"Nós viemos prestar depoimento para esclarecer tudo que era devido. Confiamos plenamente que vamos provar a inocência do meu cliente. O processo é sigiloso, mas ele prestou todos os esclarecimentos que eram devidos. Assim que possível iremos agendar o depoimento de São Paulo”, disse a advogada.

Neymar entrou na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI) às 19h15. Ao entrar, também não deu entrevistas, apenas agradeceu pelo apoio de dezenas de crianças que estavam na porta e gritaram que ele era "inocente": "Obrigado", disse.

Ao chegar, a van onde Neymar estava foi cercada e entrou no estacionamento por uma entrada secundária. Neymar desembarcou usando muletas e depois usou uma cadeira de rodas para se deslocar – o atacante sofreu uma lesão no tornozelo no jogo da seleção brasileira contra o Catar, na quarta-feira (5).

As crianças se aglomeraram em frente à Cidade da Polícia desde o início da tarde para ver o jogador. A polícia chegou a anunciar que o depoimento não aconteceria na Cidade da Polícia por risco de atropelamentos, mas voltou atrás.


Intimação

Neymar foi intimado, ainda na segunda-feira (3), para prestar esclarecimentos sobre a divulgação de imagens íntimas ainda na Granja Comary, onde estava concentrado com a seleção brasileira antes do amistoso contra o Catar.

O jogador publicou um vídeo no Instagram em que se defendia das acusações. No vídeo, ele mostrou parte da troca de mensagens que teve com Najila, incluindo fotos íntimas enviadas por ela.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro apura se o atleta cometeu crime virtual ao divulgar conversas nas quais há imagens íntimas da mulher que o acusou, em São Paulo, de ter sido forçada a ter relações sexuais com ele.


Acusação de estupro

O suposto estupro teria sido cometido em Paris, no dia 15 de maio, mas a denúncia só foi feita no Brasil no dia 31.

A divulgação de mensagens e fotos feita por Neymar ocorreu após se tornar pública a denúncia de estupro. Ele nega que tenha cometido o crime.


Troca de mensagens

A TV Record divulgou, na noite desta quinta-feira, a continuação da conversa entre Neymar e Najila em 16 de maio - dia seguinte ao suposto estupro. Logo depois de ela dizer que vai dormir, Neymar diz que chegará ao hotel em 15 minutos.

A conversa é interrompida e retomada, aparentemente, depois do encontro no hotel em que Najila bate em Neymar. O diálogo tem alguns trechos amenos mas acaba nervosa. O jogador diz que, independentemente do que Najila fez, ele a perdoa e diz pra ela ficar bem. E pede para mandar mensagem, se precisar.

Najila responde dizendo que quer apenas ir embora. Em seguida, ela manda uma foto das nádegas dela e pergunta se ele se lembra de tudo que aconteceu no dia anterior. Ele responde que “óbvio que sim”.

Mais adiante na conversa, Neymar diz que ela foi culpada pelas marcas também porque pedia mais. Najila responde com uma pergunta "tá doido?" e afirma que pediu para Neymar parar e que ele até pediu desculpas.

O diálogo termina com Najila nervosa, dizendo que Neymar sabe muito bem o que fez e como a tratou e que, lá no fundo, ele sabe o que aconteceu, e que espera que ele nunca sinta metade da angústia que ela sentiu nessa viagem.

G1

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More