ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

sábado, 3 de agosto de 2019

Brasileiro quebra costelas em queda de cavalo

Cavalo Ballypatrick SRS tropeçou em obstáculo no hipismo cross-country e caiu sobre seu cavaleiro na prova de cross-country neste sábado.
Após a queda assustadora sofrida na tarde deste sábado, Ruy Fonseca realizou exames que apontaram fraturas em três costelas e no ombro esquerdo do cavaleiro. Por causa da lesão no ombro, o brasileiro terá que passar por cirurgia o quanto antes, segundo recomendação da equipe médica do Comitê Olímpico Brasileiro. Ruy está em observação no hospital de referência dos Jogos Pan-Americanos enquanto os médicos decidem se a cirurgia será realizada na capital peruana ou no Brasil.

O cavalo Ballypatrick SRS tropeçou em um dos obstáculos na prova de cross-country do Concurso Completo de Equitação e caiu sobre Ruy Fonseca. Após a queda, o atleta de 46 anos ficou deitado no gramado antes de deixar a pista, o que gerou preocupação. O cavaleiro logo recebeu assistência do médico da comissão brasileiro, Mateus Saito, e do Chefe da Missão, Marco La Porta, além dos médicos da organização dos Jogos. Depois, foi levado ao hospital dos Jogos, onde foi examinado e recebeu o diagnóstico da fratura nas costelas e no ombro.

A prova de CCE reúne três modalidades do hipismo: adestramento, cross-country e saltos. A equipe do Brasil busca uma das duas vagas em disputa para a Olimpíada de Tóquio 2020. Abriu bem a participação no adestramento ficando na terceira posição, com 85,90 pontos perdidos, atrás de Estados Unidos (76,40) e Canadá (81,30). A queda e a consequente eliminação de Ruy Fonseca poderiam complicar a situação do Brasil, mas o resultado dele foi descartado, e a equipe ainda conseguiu subir para a segunda posição, ultrapassando o Canadá. A equipe verde-amarela conta com Rafael Losano, Marcelo Tosi e Carlos Parro.

Fonte: Globo Esporte
Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More