ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON OU LIGUE (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

domingo, 6 de outubro de 2019

Flamengo domina a Chape, vence por 1 a 0 e abre seis pontos para o Palmeiras

Mesmo atuando sem Gabigol, Arrascaeta e Filipe Luís, equipe carioca joga com autoridade para vencer sua 16ª partida no Brasileirão e chegar aos 52 pontos.

O Flamengo atuou sem Gabigol, Arrascaeta e Filipe Luís neste domingo. E mesmo assim venceu com tranquilidade. Atuando ao seu estilo, com muitas oportundidades de gol, a equipe superou a Chapecoense fora de casa por 1 a 0, gol de Bruno Henrique e chegou aos 52 pontos no Brasileirão, abrindo seis de vantagem para o Palmeiras, segundo colocado e que ainda joga na rodada.

Apesar das muitas oportunidades, o gol que deu a vitória ao Flamengo só foi confirmado após a utilização do VAR, que viu uma posição legal milimétrica de Bruno Henrique. Segundo a marcação, o zagueiro Douglas dava condição.

E enquanto o Flamengo dispara na ponta, a Chapecoense afunda na lanterna. Com apenas 15 pontos, a equipe está sete atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento.


O jogo

O Rubro-Negro mostrou desde os primeiros minutos que não sentiria tanta falta de alguns de seus principais craques, dominando a posse de bola e também as ações de ataque. Aos 18, após bonita tabela que envolveu todo o setor ofensivo, Bruno Henrique recebeu e bateu forte, mandando a bola na trave. No lance seguinte, foi Pablo Marí quem arriscou, assustando o goleiro Tiepo.

Aos 30 e aos 31, Bruno Henrique perdeu mais duas chances, mas, na próxima, aos 34, ele não perdoou. Após cruzamento de Vitinho, o camisa 27 apareceu sem marcação para desviar de cabeça e mandar para o gol. Os jogadores da Chapecoense reclamaram bastante da posição do atacante, mas, após a utilização do VAR, o gol foi confirmado.

O primeiro bom momento da Chape foi apenas aos 8 do segundo tempo, em boa jogada individual de Régis.

Apesar de dar mostras de que estava com o jogo controlado, o Flamengo, talvez pela forte sequência de jogos, baixou um pouco o ritmo e passou a administrar a posse. Até por isso, Jorge Jesus tirou o atacante Vitinho para colocar o volante Piris da Motta.

Aos 33, Pablo Marí por pouco não fez o segundo, ao mandar a bola na trave após uma cabeçada.

A Chapecoense voltou a arriscar apenas nod minutos finais, em cabeçada de Everaldo. Diego Alves não conseguiu segurar, mas foi rápido para se recuperar e garantir a defesa e mais três pontos para o Flamengo.

CHAPECOENSE 0 X 1 FLAMENGO

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 6 de outubro de 2019, às 11h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Público e renda: 12.152 torcedores e R$ 921.310,0
Cartões amarelos: Elicarlos (CHA)
GOL: Bruno Henrique 34'/1ºT (0-1)

CHAPECOENSE: Tiepo; Bryan, Rafael Pereira, Maurício Ramos e Roberto; Márcio Araújo, Elicarlos, Campanharo (Vini Locatelli, 17'/2ºT) e Régis (Arthur Gomes, 32'/2ºT); Renato Kayser (Camilo, intervalo) e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos
FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Vitinho (Piris da Motta, 30'/2ºT); Reinier (Berrío, 13'/2ºT, depois Lucas Silva, 47'/2ºT) e Bruno Henrique. Técnico: Jorge Jesus

(R7)
Foto: LIAMARA POLLI/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDO

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More