ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

sábado, 4 de janeiro de 2020

Trump quebra o silêncio após morte de general iraniano

Presidente norte-americano afirmou que oficial foi responsável por milhões de mortes.
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se manifestou sobre a morte do general iraniano Qassem Soleimani na madrugada desta sexta-feira (3). Ele faleceu em Bagdá, no Iraque, após um ataque aéreo norte-americano.

Trump foi taxativo e direto em suas palavras, exaltando a ação que assassinou o oficial. Segundo o mandatário, o comandante da Força Quds dos Guardiães da Revolução Islâmica (IRGC) foi responsável “pela morte de milhões de pessoas” e deveria ter sido eliminado há muito tempo.

– Irã nunca venceu uma guerra, mas nunca perdeu uma negociação! General Qassem Soleimani matou ou feriu gravemente centenas de americanos durante um período extenso de tempo, e estava tramando para matar muitos mais, mas foi pego! – justificou.
O presidente continuou, alegando que o povo iraniano também sofreu com as ações do general.

– Ele foi direta e indiretamente responsável pela morte de milhões de pessoas, incluindo um grande número de manifestantes recentemente no próprio Irã. Enquanto o Irã nunca será capaz de admitir, Soleimani foi odiado e temido dentro de seu país. Eles não estão nem perto de estarem tristes como os líderes vão fazer o mundo afora acreditar. Ele deveria ter sido pego muitos anos atrás – declarou.

As informações divulgadas por Trump foram as mesmas reveladas pelo Pentágono, centro de segurança do governo norte-americano.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More